Arquivos

Mostrando postagens com marcador Reserva de Emergência. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Reserva de Emergência. Mostrar todas as postagens

06 novembro, 2019

[$] Reserva de Emergência

É melhor ser como a cigarra ou a formiga?
Atualizado em 03/09/20



A) Introdução




O princípio básico da educação financeira é gastar menos do que se ganha. Aprendi com Mauro Halfeld e com o Bastter que é importante ter um fundo de emergências ou de reserva.

Podemos conceituar Reserva de emergência como a quantia mínima necessária para o pagamento de despesas normais por tempo razoável. Sem ela, não se deve investir.

Tal quantia deve estar aplicada em situações de liquidez imediata e baixíssimo risco, como:



  • Caderneta de Poupança (opção mais segura e prática), 


    Obs. 2: O tamanho da quantia depende de sua realidade, podendo ser, por exemplo, de 6 a X meses de despesas mensais. 


    A reserva de emergência pode ser usada paralelamente com Seguros, como:


    • seguro saúde (plano de saúde), 
    • seguro de vida, 
    • seguro contra acidentes pessoais, 
    • seguro residencial e 
    • seguro veicular.


    B) Funções da Reserva de Emergência



    • Pagar as despesas fixas mensais por 6 a X meses;
    • Pagar por fatos imprevistos não cobertos por seguro próprio.
    • Trazer calmaria mental em momentos financeiramente conturbados;
    • Indicar a possibilidade de investir em qualquer coisa.

    A ideia é evitar o desespero para pagar as contas em caso de desemprego ou ter um dinheiro a mais para imprevistos. Não é função dela especular financeiramente para ter maiores lucros.

    Exemplo: Um caso de 2016 quando um fundo de reserva se mostraria útil é o dos servidores estaduais que tiveram seu pagamento parcelado, pois sendo obrigados a viver bem abaixo de seu padrão econômico sem aviso tiveram que recorrer a empréstimos a juros extorsivos para pagar as despesas básicas.

    Conforme explica Alounji_xxxx

    "Reserva de emergência é para ser usada constantemente. Se não usa, não é reserva. Reserva de emergência serve para cobrir cheque especial, pagar cartão, fazer uma viagem, completar para pagar uma TV, ou seja: os gastos comuns. A reserva, você vai mexer toda hora. Ou seja, a reserva é como se fosse a extensão da sua conta corrente. Precisou, utiliza."


    C) Minha Experiência


    E como isso me ajudou na prática?

    Desde que comecei a trabalhar, comecei a juntar um pouco de dinheiro e quando saí da casa dos meus pais resolvi aplicar esse conceito.

    As únicas vezes em que realmente precisei usar bastante até hoje foram nas duas vezes que troquei de trabalho e pude ter a tranquilidade de poder esperar mais de um mês até receber o novo salário sem me estressar em pagar despesas mensais comuns como água, luz, etc. Utilizo regularmente para despesas menores (sempre repondo em tempo posterior) desde então.



    D) Aportes e Renda 


    Com base na minha experiência, comecei a poupar na década de 2010 quando ganhava cerca de 3 mil reais por mês. Guardava 10% por cento dos meus ganhos líquidos na poupança. Nessa época não investia e só tinha reserva de emergência.

    É óbvio que quando você ganha pouco dinheiro por mês, poupará pouco dinheiro por mês. Dois anos depois, passei em um outro concurso e meu rendimentos líquidos mais que dobraram. A partir de então passei a guardar 30% dos meus rendimentos líquidos e pude finalmente começar a investir: primeiro comprei títulos do tesouro direto e depois de alguns anos passei a comprar ações e FII.
    Moral da estória: 
    se ganha pouco para padrão de vida que você quer levar, priorize gastos com sua formação profissional para poder ganhar mais no mercado de trabalhe e mantenha uma reserva de emergência para se proteger minimamente dos percalços financeiros da vida. Se passar a ganhar mais, poupe mais: gosto de cifra mínima de 305 dos rendimentos líquidos.

    E) Conclusão


    Enfim, um fundo de reserva é a base inicial da disciplina financeira, servindo para momentos de transição financeira (troca de trabalho ou desemprego) ou para o caso de imprevistos, para que você não faça empréstimos bancários em razão dos juros exorbitantes.

    Grande abraço!



    P.s.:
    Ponte entre Reserva de emergência e renda fixa na carteira de investimentos - o ativo que faz essa ponte é o tesouro selic, pois normalmente permite uma retirada sem grandes prejuízos para se aproveitar uma oportunidade, como a compra de um imóvel ou ou bem de maior valor. Ou mesmo a compra de outros ativos em momentos mais propícios.


    ___________________________________________________________