Mostrando postagens com marcador Redes Sociais. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Redes Sociais. Mostrar todas as postagens

06 outubro, 2021

Jesus e os Haters

Seu Madruga aprendeu com Jesus



Intro


Mateus 5

 Vocês ouviram o que foi dito: “Olho por olho, dente por dente.”  Mas eu lhes digo: não se vinguem dos que fazem mal a vocês
  • Se alguém lhe der um tapa na cara, vire o outro lado para ele bater também. 
  • Se alguém processar você para tomar a sua túnica, deixe que leve também a capa. 
  • Se um dos soldados estrangeiros forçá-lo a carregar uma carga um quilômetro, carregue-a dois quilômetros. 
  • Se alguém lhe pedir alguma coisa, dê; e, se alguém lhe pedir emprestado, empreste.


 Minha Interpretação


Na época de Jesus a coisa era braba:

ocupação romana, pena de morte adoidado (a crucificação era a cadeira elétrica da época) dar porrada em judeu pobre devia ser um esporte tão popular como hoje é para a polícia carioca bater em favelado. Não reagir na época de Cristo como hoje era uma condição de sobrevivência. O mesmo se aplica quando somos assaltados na rua.

Acho que Jesus riria ou teria pena dos haters de hoje: pobres coitados que ficam insultando os outros atrás de um computador anonimamente pela Web, quando sabem que a única coisa que podem fazer é digitar um xingamento... mais impessoal, impossível.

Quero ver ser homem de verdade e mandar outro homem tomar naquele lugar olhando no olho.

Ah, saudades do meu tempo de escola. A porrada analógica corria solta.

 

Conclusão


Perdoai os haters porque eles não sabem o que fazem.

Nasceram numa geração fraca (frouxa).

Grande abraço!

_______________________________________

11 novembro, 2020

Youtube é a Nova Televisão


Photo by freestocks.org from Pexels


Introdução 

No Post sobre o Fim do Blog do Corey, vários comentários de Anons trouxeram ao debate ideias sobre as mudanças nas redes sociais e seu impacto na qualidade do acesso a informação.

Infelizmente isso não é um problema recente. Recente talvez seja a possibilidade de percebermos isso coletivamente e podermos criticar essas mudanças.

Mercantilização da Informação 


"Muito se reclamava e reclama da TV aberta principalmente e da grande mídia pela falta de qualidade ou transparência, mas os canais do youtube em grande parte são a mesma coisa. Falta qualidade, transparência etc etc. Youtubers que mudam de opinião e foco conforme o momento, verdadeiros personagens que nem de longe fazem o que falam e mesmo assim conseguem milhares de fãs.

O ambiente de Youtube tá ficando cada vez mais artificial, acho que apesar do existirem fakes na blogsfera, o ambiente mais amador que existe aqui ainda ajuda para que as interações sejam m pouco menos falsas e artificiais do que lá."(Anônimo 07/11/2020 09:03)


Com a migração da audiência para as redes sociais, era só uma questão de tempo até a necessidade ou ganância financeira do criador de conteúdo abalar sua independência ideológica e afetar o resultado de seu trabalho.

Isso aconteceu no passado com os jornais impressos, com o rádio e, por fim, com a televisão. Não há nada de novo no mundo. Mídia do passado (rádio, jornais etc) tiveram seus tempos áureos também. Antes disso, imagino que os antigos formadores de opinião passaram pelo mesmo problema (sacerdotes comprados, políticos vendidos etc).

A única maneira prática que conheço de evitar esse mal é o financiamento direto e coletivo pela própria audiência da mídia, mas em um país pobre/ferrado como o nosso é bem difícil despertar essa consciência.

 Por isso, os anunciantes controlam o conteúdo: me soa como "se o lobo administrasse o galinheiro e determinasse qual tipo de ração as aves devem comer".


A morte de um Nicho


"Acho que por isso a finansfera está morrendo. As pessoas não tem muito saco mais para ler blogs, e os blogueiros não se sentem confortáveis em migrar para o Youtube, pelas razões que disse. E isso é muito triste, pois um dos nichos mais ricos da web está morrendo. Existem ainda esses sites de investimento, mas na finansfera a gente aprendia muito também sobre comportamento pessoal, algo inerente às finanças." (Anônimo 08/11/2020 11:29)


 É normal nichos encolherem: cada geração tem seus best-sellers.

Num país culturalmente ignorante como o Bostil, é natural que a palavra a escrita, matéria-prima do blogger, seja desvalorizada. Vivemos um ditadura digital da imagem e realmente não somos uma nação de apreciadores de textos.

É bom lembrar que a maioria da população não tem acesso a educação de qualidade e nem a condições dignas de vida - isso acaba se refletindo na criação de conteúdo: não adianta gastar "latim" como betas e os betas são a maioria. Logo o conteúdo mais popular não pode ser muito profundo, pois não há público culturalmente desenvolvido para absorver.

Com o tempo, muitos blogs, fóruns e comunidades especializadas deixaram de existir (CPTurbo, HTforum, Uol Jogos, Manicômio Share, Clube do Hardware, Orkut etc). 

O que sobrou no Facebook/Instagram nem chega perto da qualidade do conteúdo que foi perdido. Ainda há muita coisa boa no Youtube, mas tem que saber escolher.


Conclusão 


Sim, televisão morreu, o blogosfera está moribunda, o facebook é um zumbi e o youtube dá sinais de cansaço.

No final, isso não importa: não faltam opções de conteúdo.

Graças a Deus pelos livros, filmes e documentários produzidos nos últimos 3000 anos.

Grande abraço!

_________________________________________________

28 março, 2020

O blog no Facebook

Foto de Tobias Dziuba no Pexels



Como não tem muita coisa para fazer em tempo de quarentena, o blog está ativo no facebook.

Se quiser, me adiciona lá.

Grande abraço!



16 julho, 2019

News Feed Eradicator para o Facebook

foto: pexels

Atualizado em 2021

1 - Introdução


Salvo para quem ganha dinheiro com redes sociais, ele é uma baita perda de tempo e recursos.

Sobre as Mídias sociais, convém citar Cal Newport:



"as mídias sociais são, no fim, inócuas 'considerando um mundo no qual a habilidade de se concentrar sem distração em tarefas difíceis está sendo cada vez mais demandada e valorizada em uma economia global em crise'.

As mídias sociais enfraquecem essa nossa habilidade porque são feitas para que nos viciem.

Quanto mais você usa a mídia social, mais ela é desenhada para que você a use — mais o cérebro aprende a implorar por uma notificação rápida ao menor indício de tédio", disse.
Parte da minha rejeição pessoal com relação às mídias sociais vem do meu receio de que esses serviços irão minar minha habilidade em me concentrar — uma habilidade com a qual eu construí minha vida."

2 - News Feed Eradicator


Esse plugin do Chrome vai te ajudar a não perder mais tempo com a vida alheia e se concentrar na sua, aumentando produtividade e paz de espírito, pois ele limita o feed de notícias. 

Ele funciona com Instagram, facebook, youtube e outros: teste e verá a diferença

Segue o link para download: Link do Chrome

3 - Conclusão


Use o Feed Erradicator.

Melhore sua produtividade e afaste-se das mídias sociais, pois provavelmente você não ganha dinheiro com isso e produto acaba sendo você (seus cliques, sua atenção etc).

Grande abraço!

_____________________________________