Mostrando postagens com marcador Narciso Irala. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Narciso Irala. Mostrar todas as postagens

01 agosto, 2019

[Livro] Eficiência Sem Fadiga (1969)/Narciso Irala

Imagem: Traça.com.br


Introdução


Estudar é uma arte e nosso maior problema talvez seja a distração.  O livro aborda esse tema e outros utilíssimos. Busquei resumir apenas aquele tópico do livro para que o presente post não ficasse muito longo.


Distração ou Atenção Dispersa


>> Conceito

Consiste em descuidar-se do que está fazendo; perder o fio; emaranhar-se no acessório, ir para diante e para trás.

>> Efeitos


  • Cansaço maior,
  • Satisfação pequena,
  • Eficiência menor.



>> Causas Objetivas da Distração (decorrem do conferencista, professor, livro, material escrito ou em áudio-vídeo que está se absorvendo)



  • Caminho e fim desconhecidos: se desde o início não nos indicam concretamente o término do assunto que estamos estudando ou o modo que vão desenvolver para explicá-lo, facilmente nossa mente divagará.
  • Caminho Interrompido ou Piso sem Escada: "Se o tema estiver acima de nossa preparação, ou em suas exposição se alude, sem explicação suficiente, a noções necessárias mas desconhecidas da maioria dos ouvintes, é claro que amente, não podendo seguir por este caminho, o abandonará com facilidade."
  • Caminho desagradável, Tedioso ou longo demais: Se a exposição é monótona e fastidiosa, sem comparações ou exemplos práticos que a ilustrem e amenizem, se não há variedade nem movimentação ou ideias brilhantes, é natural que nos leve à distração.
  • Caminhar sem Descanso: A atenção não espontânea, mas imposta pela vontade teria, nos adultos, uma duração máxima de 20 minutos. Tratando-se de assunto importante, devemos complementar a aridez do livro ou aula procurando nós mesmos encontrar imagens, comparações ou casos práticos, que, esclarecendo a explicação, a tornem mais amena e mais nossa.



>> Causas Subjetivas da Distração (decorrem do próprio estudante)



  • Debilidade Orgânica: decorre de doença, convalescença, má alimentação. é o caso de se procurar um médico para tratamento ou manter uma dieta equilibrada.
  • Vida dissipada: "Quem se entrega com demasiado entusiamo, assiduidade ou preocupação aos esportes, aos espetáculos, à política, à vida social, dificilmente conseguirá evitar que estes pensamentos o assaltem e o perturbem em seu trabalho mental."
  • Falta de Treinamento: não saber ler sintetizando-se o  conhecimento do material que está sendo lido.
  • Esgotamento Patológico: "O 'surmenage', ou estafa cerebral, costuma aparecer por causa da atenção anormal; por exemplo: atenção ao estudarmos e ao problema que nos preocupa; ou por causa de uma atenção prolongada sem suficiente descanso; ou por trabalhar habitualmente com pressa e ansiedade, insatisfeitos com o que fazemos e preocupados com o êxito; ou por exigir de nossas faculdades e tempo rendimento maior do que seria razoável."
  • Ideias Parasitas: 

IDEIAS
IMPULSIVAS
CAUSAS
REMÉDIOS
Ideal utópico
Ideal razoável
Tempo e possibilidades limitadas
Aumentar o tempo e obter ajuda
Competição excessiva e pressa
Moderá-la, paz e plenitude
Paixão desenfreada
Reprimi-la e continência

IDEIAS
DEPRESSIVAS
CAUSAS
REMÉDIOS
Insegurança vaga
Vivência e atos de valor
Conflito familiar, social
Solucioná-los ou aceita-lo
Insegurança temporal
Desprezar o transitório
Consciência escrupulosa
Desprezá-la , direcionar-se
Dúvida transcendente
Esclarecê-la, instruir-se
Consciência pesada
Aliviá-la, confissão

Remédios

  • Fortalecer o organismo,
  • Vida Recolhida,
  • Resumir e Relacionar,
  • Procurar respostas,
  • Estudar escrevendo,
  • Reeducar a atenção.


Conclusão 


É impressionante um livro tão interessante estar praticamente esquecido.


Recomendo a leitura .


Grande abraço!

P.s.: depois de um longo limbo, saiu uma nova edição de outro livro do Irala: Controle Cerebral e Emocional.

_____________________________________________________________________

Sites Consultados:

  • https://www.traca.com.br/livro/963649/eficiencia-sem-fadiga/
  • http://acervoscantales.blogspot.com.br/2016/04/livro-inteligencia-para-concursos-2015.html
  • http://acervoscantales.blogspot.com.br/p/educacao-fisica.html
  • https://pt.scribd.com/doc/288498586/Narciso-irala-Controle-Cerebral-e-Emocional-pdf

[Livro] Controle Cerebral e Emocional (2018)/ Narciso Irala

arquivo pessoal



Introdução 


Esse livro andava esgotado desde a década de 80 e infelizmente não foi vendido em formato eletrônico. Para o leitor é bom poder comprar uma nova edição ao invés de se contentar com velharias mofadas pelo tempo. 

Controle cerebral e Emocional é um guia de saúde psíquica para o homem moderno, ou, nas palavras do autor, um "manual prático de higiene mental e alegria interna": 

cuidar da mente é tão importante quanto cuidar do corpo e ter bons pensamentos é uma questão de hábito e disciplina.

Vida Moderna Descontrolada


  • Vida agitada e ruidosa, divertida se quiserem, mas triste, vazia, sem proveito, atormentada, anárquica. Vida em que não se sabe descansar sossegadamente, nem trabalhar eficientemente, nem querer deveras, nem dominar os sentimentos e o instinto sexual. Vida, enfim, em que não se sabe ser intimamente feliz, mas na qual se encobre a tristeza e o vazio sob um montão de diversões e passatempos.

Felicidade falsa e verdadeira


  • a felicidade se oculta quando a buscamos com egoísmo. Ela vem a nós, quando, sem olhar para nós, nos abraçamos com o que há de mais nobre: o dever, a virtude, o bem do próximo, Deus. Os acontecimentos quase não nos afetam. Pois, se os insensatos iram destes desespero e tristeza, os sábios, ao contrário, paz e alegria.
      • não há felicidade na agitação e na desordem. Só se encontra no que há de mais íntimo no ser racional. Consiste numa satisfação interior e fundamenta-se em paz imperturbável, que absorve todos os pensamentos e desejos.

  • Fórmula da felicidade
      • Viver  - a beleza, a verdade, a bondade, a graça
      • o presente - não o passado nem o futuro
      • com unidade - de pensamento e de ação
      • com plenitude - da satisfação, de paz e de segurança

Reeduquemo-nos para a felicidade


  • Autossugestão ou reeducação do controle cerebral e emocional - reeducação da consciência sensitiva da concentração intelectual, dos sentimentos e emoções e da vontade - é o nosso sistema, mas sem excluir, para casos profundos, os outros.

Mente Receptora e Emissora (função dupla da mente)


Receptividade  

receber sensações conscientes compreende a excitação  dos s entidos pelo ruídos,  cor, dureza etc; a consequente transmissão das correntes nervosas até os centros cerebrais, a vivificação das sensações, a consciência das mesmas e o deixá-las arquivadas na memória.
Essas sensações, de fora para dentro, não frustradas pela distração nem alteradas por pensamentos subjetivos, são tonificadoras do cérebro e do sistema nervoso; produzem paz, alegria, tranquilidade e repouso.

Reeducação da consciência receptiva


Visão - procure aplicar a vista, por uns 10 ou 20 segundos, a uma paisagem, a um objeto,a um pormenor, com atenção tranquila e quase passiva, sem pressa, sem fixar o pensamento em outra coisa, deixando apenas que o objeto, tal qual é na realidade, entre dentro de você sem nenhum esforço ou modificação subjetiva

Audição - aplicar o ouvido a um ruído próxio ou distante, também por poucos segundos. Deixar-se penetrar por este com naturalidade, sem distração sobre o fato nem a causa. Ser um mero receptor do ruído e percebê-lo com prazer e descanso.

Tato
 - aplicar o tato apalpando os objetos, sentindo o frio ou o calo, a dureza, etc.
- sentir os próprios passos, a cadeira em que descansa, a porta que abre. Sentir a própria respiração, o ar que entra, o peito que se enche etc. A primeira sensação percebida será a mais consciente
- Cuidar ao mesmo tempo de que os músculos da testa e olhos estejam soltos e relaxados, pois quando há tensão neuromuscular, facilmente haverá também tensão psíquica e, com ela, falta de paz na sensação.
- Caminhar conscientemente - procure-se, primeiro, separadamente, a sensação ou consciência nítida do pé que se firma, da perna que se move e todo o corpo que muda de lugar. Depois, coordenadas estas sensações e sintonizadas com o ritmo respiratório e à percepção de alívio e segurança.

Protocolo:

Excitar-se nestas sensações várias vezes, pela manhã e pela tarde, por exemplo, em cinco ocasiões distintas, empregando nisto três minutos, cada vez, recebendo cinco ou mais sensações por sentido.
Realize quanto possível, o "age quo agis", ou seja, tenha consciência nítida do que está fazendo.
Obs.: Esse mesmo protocolo será utilizado nos exercícios de concentração ou vontade, fazendo-os em igual número de vezes pela manhã e pela tarde. Far-se-ão cada vez cinco atos de cada sentido ou repetições do mesmo hábito (Total 3 X 10-30 minutos por dia).

Conclusão 


Trata-se de uma obra prática, acessível, didática e eficaz, com exercícios para combater a ineficiência, a divagação mental, as preocupações, a fadiga, a indecisão e outras perturbações emocionais: 

é uma obra tão objetiva que, ao final de cada capítulo, tem um quadro sinótico resumindo o conteúdo lido. Achei isso bem legal.

Enfim numa época em que os transtornos psíquicos aumentam de forma alarmante, controle cerebral e emocional, de Narciso Irala, é útil a todos os que querem preservar a saúde psicológica.

Grande abraço!


________________________________________________________________