Mostrando postagens com marcador Mauro Halfeld. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Mauro Halfeld. Mostrar todas as postagens

11 outubro, 2019

[Livro] Como ganhar mais com seu dinheiro (2011)/ Halfeld, Mauro

 

1 - Introdução


Mais um post, mais uma resenha.


Livro bem legal, mas superado.


Conforme cita o autor e isso resume essa obra:

"Ser feliz em casa é o resultado final da ambição.”

2 - Lições


Na hora de investir ou de escolher um produto financeiro, prefiro produtos claros e simples e dispenso os penduricalhos. Qual o motivo? Para facilitar a comparação com os concorrentes. Afinal, produtos complexos e cheios de novidades são desenhados exatamente para dificultar a comparação com os concorrentes. São feitos para confundir. E quase sempre esses produtos exóticos garantem boa margem de lucro para quem vende, não para quem compra.


Mantenha uma boa reserva em renda fixa antes de se aventurar no mercado de ações. Digo isso porque ainda vejo com muita frequência alguns novatos em bolsa terem de vender rapidamente os papéis só para cumprir algum compromisso financeiro em casa. Normalmente, essas vendas feitas sem planejamento são realizadas num momento infeliz, gerando prejuízos. Gosto mais da estratégia de investir aos poucos, gradualmente montando uma carteira bem diversificada de ações e mantendo esse investimento por muitos anos. Assim, você pode se isolar das grandes flutuações do dia a dia.


Eu prefiro pensar que comprar ações não é muito diferente de comprar imóveis, ou seja, é um investimento de longo prazo. A diferença é que, no mercado de ações, tem um corretor que a cada minuto faz uma avaliação do seu patrimônio, e isso acaba gerando enorme ansiedade nas pessoas, o que realimenta esse processo de nervosismo. O desafio, então, é você se isolar desse sentimento de curto prazo e mirar lá na frente, daqui a dez ou vinte anos.


Que os clientes sortudos e os administradores de consórcios me perdoem, mas não consigo ver justiça nesse sistema. Falta equilíbrio: é muito bom para os primeiros a serem sorteados e muito ruim para os últimos.


Vale a pena comprar terrenos e construir lojas comerciais para alugar? Vale, sim. Essa estratégia costuma ser muito lucrativa tanto no curto quanto no longo prazo, mas você precisa ser um especialista nisso: tem de aprender a escolher os melhores terrenos, principalmente em bairros emergentes. Ruas servidas por ônibus são sempre melhores, sem falar que vale a pena pagar mais caro pelos terrenos de esquina – eles darão belas lojas, a serem muito disputadas pelos futuros inquilinos. Além disso, convém investir numa arquitetura moderna, com largas vitrines, cores sóbrias e vãos amplos, livres. Na medida do possível, compre terrenos mais amplos para garantir vagas de estacionamento para os futuros clientes. Se colocar em prática algumas dessas dicas, você ganhará muito dinheiro, garantindo uma bela renda por toda a sua vida e também para os seus herdeiros.


Comprar apartamentos na planta para revender dá muito certo nos períodos de forte alta nos preços do mercado imobiliário, mas, na hora em que os preços param de subir, a tática fura. Outro detalhe importante é que você vai acabar assumindo despesas de comercialização dos imóveis tanto na venda quanto na compra.


Em tempo, a boa dívida serve exatamente para isso: para financiar com prazo longo e juros baixos. Dívida ruim é aquela com juros altos e prazos curtos, como a do cheque especial e a do rotativo do cartão de crédito – jamais tente financiar uma obra com essas fontes de curto prazo.


Do ponto de vista financeiro, comprar à vista um imóvel seminovo, com três a dez anos de vida, é o melhor negócio, pois você pode negociar um desconto com o vendedor, que, nesse caso, geralmente não é um profissional do mercado. Além disso, você tem como verificar os principais defeitos do imóvel antes de tomar sua decisão. O problema é que essa hipótese de compra à vista só serve para quem já tem um bom patrimônio ou para quem tem grande capacidade de poupar no curto e no médio prazos. 


Uma alternativa é investir em imóveis: comprar pequenas casas, reformá-las e alugá-las. Com a renda, você pode reaplicar no próprio negócio. Quanto mais simples a casa, mais rentável tende a ser a estratégia, porque no Brasil, ainda hoje, o pobre paga um aluguel proporcionalmente maior do que o pago pelo rico.


Ao nos aposentarmos, reduzimos algumas despesas, como os gastos com transporte e roupa social. Esperamos que nossos filhos já estejam independentes, mas outras despesas aumentam (com lazer e gastos com saúde, por exemplo). Por isso, vou estimar que dê para viver bem com 80% de sua última renda da vida pré-aposentadoria.


Uma boa meta é ter quinze vezes o valor da sua renda anual reservado para aposentadoria, tudo isso aplicado de uma maneira bem conservadora. O esforço é grande, mas vai valer a pena no final.


Vou insistir numa ideia consagrada pelo Warren Buffett, talvez o mais competente investidor dos nossos tempos: “Nunca invista em algo que você não entenda completamente e fuja dos produtos que geram dúvidas.”


Taxa de administração alta em investimentos de longo prazo é como manter um furo no bolso: no final, vai sobrar pouco para você.


Não é o quanto você ganha que vai torná-lo bem-sucedido financeiramente: é como você administra o seu dinheiro.


“Pai rico, filho nobre, neto pobre.” Essa antiga frase está cada vez mais presente, já que, se o Brasil é um país que ainda permite que muitas pessoas simples se tornem ricas em poucos anos, ainda costuma impor um duro castigo para quem não se dedica o suficiente.


3 - Conclusão 


Aprendi muito com Mauro Halfeld e ele sempre vai ser um grande professor para mim.

Bom livro, mas está desatualizado (ele é de 2011).

Grande abraço!

_____________________________________________________________




05 junho, 2015

[Livro] Investimentos - Como Administrar Melhor Seu Dinheiro (2007)/ Mauro Halfeld

 



Introdução


Acho que eu nem trabalhava quando comprei esse livro em um sebo. Foi meu primeiro livro sobre orientações financeiras e que formou a base do pouco que sei hoje. 

O que me atraiu foi a linguagem fácil, os esquemas gráficos e a desnecessidade de conhecimentos matemáticos profundos para entender os conceitos ali ensinados.


Conselhos Úteis


O grande forte dele é enterrar conceitos amplamente aceitos pelo senso comum como "quem compra terra não erra", propriedade é sempre melhor que aluguel, entre outros.

Isso não quer dizer que se condene quem investe em imóveis. Apenas é condenável investir apenas nisso.


 





Conclusão 


Enfim, recomendo a leitura para iniciantes.

Grande abraço!


_________________________________________________________________________________________


Sites Consultados