Mostrando postagens com marcador Música. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Música. Mostrar todas as postagens

13 março, 2021

Rotina de Trabalho

 

Hiroshi Yoshimura



Introdução

Estabelecer hábitos e rotinas é importante.

No passado, quando estava na casa dos 20, eu tinha objetivos claros que me motivavam diariamente: coisas como terminar uma faculdade, me preparar e passar em um concurso e obter autonomia financeira para pagar minhas contas.

Nessa época, tinha uma rotina bem estruturada ainda que não escrita, da qual já falei nesse post. A parte positiva é que atingi a maior parte dos meus objetivos nessa época.

Hoje no final da casa dos 30, não tenho mais objetivos, apenas hábitos. Os eventuais objetivos que restam, nem de longe me motivam a continuar dando o meu máximo/melhor para obtê-los, pois eles já não me trarão uma grande melhora da qualidade vida e, com o tempo, creio que vou atingi-los sem grande esforço. 

Afinal já tenho o suficiente para atender minhas necessidades, que estão longe de ser luxuosas, e ando bastante desiludido com a civilização atual e seus valores consumistas, que não quero que assombrem a vida que me resta, pois "caixão não tem gaveta". 

Mesmo assim, com a finalidade de prevenir o Alzheimer e manter minha mente em desenvolvimento pelas próximas décadas, vou buscar nesse post estruturar uma rotina básica (como tudo nesse blog) de trabalho focado.


Ritual


  • Onde trabalho e por quanto tempo 
      • - trabalho no meu "home-office" sozinho com a porta fechada (sem trinco) esperando não ser interrompido por minha mulher. Caso ela o faça, deve receber uma "carranca" como forma de gratidão. Creio que posso produzir por entre 60 a 90 minutos por dia desde que eu esteja interessado no assunto.
        • depois desse tempo, o ideal seria sair pra dar uma caminhada, sempre que possível.
      • eventualmente ainda consigo "produzir" em lugares aleatórios, como um trem ou uma fila de espera qualquer, desde que o assunto me envolva. Afinal se a leitura é boa, a privada se torna um "confessionário".
      • nunca tive grande apreço por bibliotecas ou salas de estudo. Trabalhar em casa é bem mais confortável.


  • Como trabalho depois de começar
      • Ainda que eu não tenha ume meta diária de páginas ou palavras escritas (bem que poderia ter), creio que os maiores ladrões de atenção atuais são a internet ( a tentação de navegar a esmo, os e-mails inúteis, as redes sociais viciantes) e o celular (com suas infinitas notificações dos assuntos inúteis já mencionados).
      • Claro que desligar o celular e/ou utilizar um notebook sem internet podem melhorar o quesito concentração nos tempos atuais.
      • quando não for o caso de assistir vídeo-aulas/palestras, musica ambiente me ajuda a esquecer barulhos externos sem perder o foco da leitura ou escrita. Recentemente descobri a música de Hiroshi Yoshimura, esse tiozinho sabia como compor temas relaxantes.


  • Como dou suporte a meu trabalho
      • diferente de muitos não tomo café para esse trabalho, pois já uso regularmente cafeína em cápsulas (inclusive misturado com extrato de guaraná) para musculação. Claro que as vezes uso parte do foco que essas drogas me deram quando treinei mais cedo no mesmo dia. Ando testando colina para aumentar a clareza mental. 
      • não faz sentido alterar os horários de minhas refeições para trabalhar mais ou comer mais pra trabalhar com mais prazer, pois as refeições que faço já estão presas a um plano de dieta de longo prazo. E passar fome, não passo.
      • uma das grandes vantagens de se trabalhar em casa é poder regular a temperatura e o vestuário que se usa: meu escritório caseiro tem ar condicionado e posso estudar de cuecas (pelado não vale pena, pois minhas bolas podem atrapalhar). 
      • Melhor: minha mulher é minha "secretária" e posso trepar com minha secretária sem medo de minha mulher descobrir.


Conclusão

Estabeleça seus rituais de trabalho, seja produtivo enquanto se esquece do mundo e descubra o prazer de trabalhar de modo focado nos seus temas de interesse.

Mantenha o foco.

Grande abraço!

______________________________________________

17 dezembro, 2020

A ♫ do Grandessíssimo Excelentíssimo Sir Fodástico Vivaldi

 

 


Vivaldi

 Concerto para violão em ré maior (RV 93)

 


 Concerto para dois trompetes em dó maior (RV537)


 

 Sonata para dois violino (RV60)


 

 Glória (oratório para três cantores solo, coro e orquestra) (RV589)


 

 concerto para dois violoncelos em sol menor (RV531)


 

 Concerto para orquestra dupla (RV585)


 



_____________________________________________________________

  • https://www.ime.usp.br/~vwsetzer/musica-classica.html
  • https://tiozinhozl.blogspot.com/
  • https://www.amazon.com.br/M%C3%BAsica-Cl%C3%A1ssica-Leigos-David-Pogue/dp/8550808733

01 agosto, 2020

[Corpo] Música para Malhar

Foto de Andrea Piacquadio no Pexels

Atualizado em 2021


1 - Introdução 


Música é estimulante.

Ver outras pessoas malhando também é.

No passado, a única maneira de unir os dois era comprando caros e raros dvds que mostravam sessões de treino de atletas profissionais.

A internet mudou tudo isso e hoje pelo youtube podemos nos motivar e inspirar assistindo os treinos de atletas das antigas, do presente e até de amadores bem preparados.


2 - Minha Experiência 

2.1 - Playlist de Rock, Metal etc.





No youtube qualquer um pode criar uma playlist de treino ou workout e, para treinar pesado, música "pesada", com muita batida, alta rotação etc. são mais estimulantes.

A minha playlist no youtube inclui treinos de boxeadores profissionais, lutadores de MMA, atores em papéis de boxeadores, bodybuilders e até "super-heróis Marvel". Ainda mesclei com algumas músicas que me dão um up.

A finalidade é refinar essa lista e, por meio de um efeito pavloviano, melhorar gradativamente o rendimento do meu treino. 

Até agora tem ajudado, pois bati minha meta de fazer 100 barras fixas em uma semana. Na mal para quem começou fazendo cerca de 40-60. Gosto de aumentar o volume nos momentos que preciso de mais foco - malhar pesado é estar em um momento de harmonia entre corpo e mente. Diminuo o som na hora de descansar entre uma série e outra.


2.2 - Playlist de Música Erudita , Relaxante etc.


Após o treino, sugiro mais uma sessão de alongamento (algo em torno 10 minutos)  ao som de música clássica ou outro ritmo relaxante; o que não desautoriza alongamentos intra-treino.


Isso ajuda a relaxar, prevenir lesões e fortalecer ligamentos.





3 - Conclusão

Resumo do post:
  • Use música para te motivar a malhar mais pesado em casa (mais repetições, mais carga)
  • Inspire-se com músicas que você já conhece e sessões de treino de aletas profissionais ou amadores (leia esse post)
  • Use o youtube para ter tudo isso de graça.

Grande abraço!



P.s.: é bom anotar o nome das canções que te motivam porque vídeos podem ser excluídos sem aviso.
__________________________________


20 abril, 2018

[Lista] Coleção Grandes Compositores da Música Clássica (2009)


Introdução


Fiz essa coleção há mais de uma década e anda meio abandonada.

A meta é escutar cada CD duas vezes lendo o livro que acompanha para aumentar minha cultura geral.


Lista



1. Beethoven  - ouvido

2. Tchaikovsky - ouvido 
3. Mozart 4. Vivaldi 5. Bach 6. Chopin 7. Ravel 8. Brahms 9. Haendel 10. Villa-Lobos 11. Bizet 12. Haydn 13. Família Strauss 14. Debussy 15. Schubert 16. Liszt 17. Verdi 18. Mendelssohn 19. Rachmanimov 20. Rossini 21. Holst 22. Wagner 23. Mahler 24. Dvorák 25. Schumann 26. Smetana 27. Berlioz 28. Strauss 29. Puccini 30. Elgar 31. Weber 32. Saint-Saëns 33. Paganini 34. Bruckner 35. Rimsky-Korsakov 36. Mussorgsky 37. Fauré 38. Beethoven - Volume 2 39. Mozart - Volume 2 40. Bach - Volume 2

Conclusão


Música é vida.


Grande abraço!


_________________________________________________________________

  • Editora: Abril
  • Periodicidade: semanal
  • Público alvo: apreciadores de música clássica e cultura
  • Exposição: ao lado de Veja ou no balcão do caixa
  • Distribuição: Estados de São Paulo e Rio de Janeiro (fase 1); demais Estados (fase 2, a partir de agosto)
  • Preço: R$ 7,90 (volume 1) e R$ 14,90 (demais volumes)