Arquivos

Mostrando postagens com marcador Jialing Zhang. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Jialing Zhang. Mostrar todas as postagens

07 agosto, 2020

[Doc] One Child Nation (2019)




Introdução 


O governo da China instituiu a “Política de um filho” – determinando que os casais devem ter apenas um filho, a fim de reduzir o crescimento da população e conservar recursos – entre os anos de 1979 a 2015.

Temia-se que o excesso de populacional levasse a civilização chinesa à barbárie pelo fome, mas hoje faltam jovens para cuidar dos velhos e até mão de obra para movimentar  economia. Pelo menos o governo aprendeu e hoje o que vale é a política de ter dois filhos, nem mais, nem menos. Parece piada, mas é isso.


Matança Sinistra


A população tinha dificuldade em se adaptar a nova política, principalmente as mulheres grávidas.

Aborto de "fetos" de 8 ou 9 meses eram comuns (se sobrevivessem ao aborto, a parteira dava "um jeito" nisso na hora!); grávidas trazidas amarradas como porcos para as clínicas abortivas, esterilizações que demoravam apenas 10 minutos feitas em massa, bebês (normalmente do sexo feminino) abandonados na ruas para morrer de sede ou fome (podiam demorar até dois dias para morrer).  Fetos descartados em aterros sanitários dentro de sacos de lixo hospitalar. Quem não topava, pagava multa, tinha sua casa demolida ou bens confiscados.

Tráfico internacional de crianças


Quando resolveram vender as crianças, a situação melhorou.

Na década de 90, milhares de crianças foram vendidas por meio orfanatos estatais para pais americanos. Uma criança custava de 10 a 25 mil dólares na época, dinheiro que ia para o governo.

Isso alimentou uma cadeia de fornecedores que buscavam crianças abandonadas na ruas e as levava para o orfanatos onde funcionários públicos pagavam pela entrega - tudo feito sem deixar rastro, pois não há registro de quais cidades as crianças vieram.

Conclusão


 Excelente filme.

Cheio de verdades que incomodam.

Recomendo.

Grande abraço!

P.s.: vi no Prime Vídeo

_____________________________________________________________