Mostrando postagens com marcador Documentários. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Documentários. Mostrar todas as postagens

03 março, 2021

[Doc] Inside Job (2010)/Charles Ferguson

 



A elite financeira americana por meio de seus bancos e seguradoras cria e vende ativos financeiros em massa provocando um crise mundial que afeta principalmente os mais pobres.

Tudo isso só foi possível depois de anos gastando bilhões em lobby para evitar que o legislativo americano criasse normas de regulação do setor.  Além disso, eles conseguiram eliminar as existentes.

Enquanto os banqueiros gastavam dinheiros com putas e cocaína, a economia derretia até que um dia quebrou.

Mesmo assim, a elite não ficou mais pobre, pois seus um jeito (amigos no poder) de receber 700 bilhões em ajuda vinda do tesouro americano (viva os contribuintes).

Entre os amigos estão os políticos americanos, inclusive presidentes, e os intelectuais (professores doutores) das maiores faculdade de economia dos EUA.

Por fim, ninguém foi responsabilizado penalmente (prisão é o aluguel do pobre).


O vídeo acima explica como a elite financeira nos rouba regularmente e com o aval da lei.

Filme imperdível.

Daqui a alguns deve ter uma reprise...

Grande abraço!


P.s: vi no Netflix.

____________________________________________

https://pt.wikipedia.org/wiki/Inside_Job

14 novembro, 2020

[Doc] Like A Machine - Eduardo Correa (2012)





Introdução 


Eduardo, é um fisiculturista de Florianópolis  conhecido como um dos melhores atletas do planeta em sua categoria, sendo o brasileiro que chegou mais longe em termos de títulos nesse esporte.

 O atleta, em seu documentário pessoal, tem sua rotina pessoal explicada e chegou a ser chamado por profissionais que acompanham seu dia a dia de "Like Machine" ( Como uma máquina), dada sua disciplina e garra.


Lições


Um pouco do que o atleta utiliza

Alimentos


  • salmão
  • filé de frango
  • filé de tilápia
  • brócolis, couve flor
  • cenoura
  • aveia (mingau de aveia, inclusive; receita aqui)
  • canela em pó
  • temperos sem sal 
  • whey, caseína


Drogas


  • creatina
  • glutamina
  • BCAA


Treino/Terapias



  • alongamento (sozinho, inclusive pré treino)
  • alongamento miofascial
  • quiropraxia
  • fisioterapia (preventiva, após os treinos)
  • nutricionista (acompanhamento)



Conclusão 


Essencial para os amantes do esporte.

Grande abraço!
________________________________________


31 outubro, 2020

[Doc] Unabomber - Suas próprias palavras (2020)




Introdução 


Os anos 90 tinham seus terroristas.

Eu era uma criança  no auge da carreira do maior deles: Theodore Kaczynski, o Unabomber.

O documentário reconstrói sua trajetória da infância à condenação por prisão perpétua.

Uma das coisas mais legais do documentário é a intercalação de trechos do diário pessoal e do áudio da única entrevista que Theodore deu, explicando fatos que demandaram 17 anos de investigação por parte do FBI. Investigação que só terminou porque a própria família do Unabomber o delatou.

Fatos Interessantes 


Kaczynski nasceu em uma estável família de classe média.

Com inteligência acima da média, conseguiu entrar em Harvard aos 16 anos na década de 50.

Lá ele se submeteu voluntariamente a uma experiência psicológica que durou 3 anos:
consistia em sofrer regulares interrogatórios avançados cuja técnica remontava a 2º guerra mundial e hoje ainda é utilizada pela CIA (tortura por técnicas de controle da mente).

Depois de se formar em Harvard, ele obteve o doutorado em uma outra instituição e trabalhou algum tempo para juntar dinheiro para comprar uma pequena cabana nas montanhas em um lugar isolado.

Por 17 anos eles desenvolveu bombas com a finalidade de se vingar pessoalmente do sistema industrial: 
No começo, as bombas causavam pequenos a médias lesões nas vítimas; depois de aperfeiçoar sua própria fórmula, a família da última vítima só teve os pés para enterrar.

Conclusão


Recomendo.

Grande abraço!

P.s.: um bom resumo é a wikipédia.
____________________________________________________________

10 outubro, 2020

[Doc] Privacidade Hackeada (2016)



  • “se você não está pagando para usar, é porque você é o produto”.

O documentário traça levanta a tese de que a empresa Cambridge Analytica teria usado comprados dados de milhões de usuários do Facebook para influenciar as eleições americanas de 2016 (Trump), os resultados do plebiscito sobre o Brexit, eleições em Trinidade e Tobago e o genocídio rohingya em Mianmar, em 2016

Cambridge Analytica utilizaria um sistema algorítmico baseados em 5 mil pontos de análise que permitiria o mapeamento da personalidade de usuários influenciáveis quanto a escolha do voto em eleições.
De posse desse dados, a empresa direcionaria milhões de propagandas individualmente personalizadas com a finalidade de convencer o usuário influenciável a votar no candidato que a contratou.

Basicamente, eles conseguem fazer na política, o que os esteroides fazem nos esportes, ao conseguir uma pequena, mas substancial vantagem que a levará à vitória.

“Dados podem ser usados como armas”. Segundo o documentário, a técnica teria se originado em experimentos científicos na área da psicologia e, no passado, usada em situações de guerra com a finalidade de convencer populações a não apoiar grupos terroristas.

O segredo industrial da Cambridge Analytica estaria em ter refinado esse método, adaptado as redes sociais de países ricos como EUA e Inglaterra, depois de várias sucessos em manipular parte da opinião pública em países pobres.

Nesse Black Mirror da vida real, critica-se o método utilizado, pois ele colocaria em risco a sobrevivência das democracias e a manutenção da soberania das nações, pois os usuários não têm consciência de que seus dados foram vendidos por redes sociais e são utilizados para selecionar indivíduos com maior facilidade de manipulação.

Enfim, hoje dados valem mais que petróleo.

Recomendo.

Grande abraço!

P.s.: vi no Netflix e o Brasil também é mencionado.

______________________________________________

12 setembro, 2020

[Doc] Bikram: Yogi, Guru, Predador (2019)



Introdução 



O foco do documentário são os escândalos sexuais envolvendo o fundador de uma das maiores escolas de yoga nos EUA, enquanto mostra como ele ergueu um império econômico usando um sistema de franquias dessa ginástica.

Se Bikram é um tarado não importa para este post.


O que importa: mesmo as alunas que se admitiram abusadas declaram que esse método de yoga é bom e funciona. Esse método que ele criou ou copiou de mestre (Bishnu Charan Ghosh) consiste em um sistema de utiliza cerca de 26 posturas durante 90 minutos de treino.


Bikram Yoga


Curioso sobre essa possibilidade resolvi testar alguma coisa.

Graças a Deus pelo youtube. 


No vídeo podemos ver as principais poses. Tentei, mas não consegui fazer relaxadamente por 10 minutos, mesmo roubando bastante. Enquanto a mocinha do vídeo ainda nem está na metade do aquecimento, já sinto meu coração acelerar e meus músculos se contorcerem numa fraca imitação do que vejo na tela. Agora imagine o potencial disso para manter sua saúde.
Para treinar basta seu corpo e uma toalha para enxugar o suor.






Aplicação Prática


Imagina conseguir se adaptar a fazer um treino de yoga desses para conservar sua flexibilidade por mais alguns anos. 

Creio que seria ideal de se fazer nos dias de descanso do treino de musculação.

Conclusão


Recomendo o documentário.

Era a introdução que eu precisa para começar a entender esse milenar método de ginástica indiano.

Grande abraço!



____________________________________________

07 agosto, 2020

[Doc] One Child Nation (2019)




Introdução 


O governo da China instituiu a “Política de um filho” – determinando que os casais devem ter apenas um filho, a fim de reduzir o crescimento da população e conservar recursos – entre os anos de 1979 a 2015.

Temia-se que o excesso de populacional levasse a civilização chinesa à barbárie pelo fome, mas hoje faltam jovens para cuidar dos velhos e até mão de obra para movimentar  economia. Pelo menos o governo aprendeu e hoje o que vale é a política de ter dois filhos, nem mais, nem menos. Parece piada, mas é isso.


Matança Sinistra


A população tinha dificuldade em se adaptar a nova política, principalmente as mulheres grávidas.

Aborto de "fetos" de 8 ou 9 meses eram comuns (se sobrevivessem ao aborto, a parteira dava "um jeito" nisso na hora!); grávidas trazidas amarradas como porcos para as clínicas abortivas, esterilizações que demoravam apenas 10 minutos feitas em massa, bebês (normalmente do sexo feminino) abandonados na ruas para morrer de sede ou fome (podiam demorar até dois dias para morrer).  Fetos descartados em aterros sanitários dentro de sacos de lixo hospitalar. Quem não topava, pagava multa, tinha sua casa demolida ou bens confiscados.

Tráfico internacional de crianças


Quando resolveram vender as crianças, a situação melhorou.

Na década de 90, milhares de crianças foram vendidas por meio orfanatos estatais para pais americanos. Uma criança custava de 10 a 25 mil dólares na época, dinheiro que ia para o governo.

Isso alimentou uma cadeia de fornecedores que buscavam crianças abandonadas na ruas e as levava para o orfanatos onde funcionários públicos pagavam pela entrega - tudo feito sem deixar rastro, pois não há registro de quais cidades as crianças vieram.

Conclusão


 Excelente filme.

Cheio de verdades que incomodam.

Recomendo.

Grande abraço!

P.s.: vi no Prime Vídeo

_____________________________________________________________

05 agosto, 2020

[Doc] O Assassino Confesso (2019)


Introdução 


Na Década de 80, Henry Lee Lucas ficou famoso depois de confessar cerca de 200 de assassinatos.
Parece que Henry Lee "só" cometeu mesmo 3 assassinatos durante sua vida - todo os resto teria sido forjado com a ajuda da incompetência policial da época.
Na prática, décadas depois, nenhum exame de DNA o ligou a qualquer desses crimes e em cerca de 20 deles foi achado o verdadeiro criminoso


Conspiração Policial 


Aparentemente, houve um conluio entre policiais de diferentes cidades americanas em  atribuir a Lucas a autoria dos crimes - ele era um mentiroso patológico e confessava os mais diversos crimes em troca de um melhor tratamento (comida + acomodações) atrás das grades.

A situação atingiu proporções nacionais e gerou um expressivo reconhecimento positivo da atuação dos meganhas. Mesmo com parte da imprensa fazendo críticas contundentes, o embuste parecia seguir firme, apesar de suas contradições.

Tudo ia bem até que um promotor resolveu investigar os policiais que participavam das investigações (dado que era impossível um só homem ter cometidos tantos crimes em locais tão distantes em momentos tão cronologicamente próximos) - daí a estória toma um clima de espionagem:

Um grupo de policiais, inclusive a elite da segurança pública do Texas resolve grampear o telefone da casa do promotor, matam o cachorro dele, revistam legalmente a casa, combinam estórias falsas de suborno com a televisão local incriminando o promotor - tudo isso o leva a julgamento de onde sai inocentado, mas resolve abandonar a carreira pública. Pelo menos ganhou cerca de 40 milhões em indenização judicial da emissora de televisão: filhos traumatizados, casamento terminado em divórcio, mas ficou rico.

Erro Judiciário Histórico


Vários dos casos confessados por Lucas foram a julgamento levando-o a condenação - em outros, por ele já estar preso e condenado a prisão perpétua, a investigação foi encerrada ainda em sede policial. 

Isso gerou a impunidade centenas de criminosos, mas a policia tende a criar resistência para reabrir um caso de 40-50 anos atrás. Enfim, crime perfeito existe, mas só com a ajuda do próprio Estado.

Conclusão 


Henry Lee Lucas morreu de causas naturais enquanto tentava cumprir a primeira de suas perpétuas.

Essa minissérie documental é desnecessariamente longa (há vários trechos repetidos), mas interessante.

Nunca confie no Estado.

Recomendo o filme.

Grande abraço!


________________________________________

04 agosto, 2020

[Doc] Jeffrey Epstein: Poder e Perversão (2020)



Introdução 


Essa minissérie documental em 4 episódios explora várias teorias sobre a trajetória do milionário americano Jeffrey Epstein.

O filme é um pouco cansativo, pois há muitos trechos repetidos e depoimentos semelhantes - poderia ter explicado tudo na metade do tempo.
Epstein, nasceu em uma família de classe média baixa, tinha inteligência acima da média e começou como um carismático vendedor de ações em Wall Street que mentiu no currículo dizendo que tinha terminado a faculdade, quando apenas cursou 2 anos dela.

De alguma maneira ele conseguiu outro emprego no mesmo ramo e veio a trabalhar também para um bilionário do setor de moda americano nos anos 80.

Durante o tempo que trabalhou para o bilionário, conseguiu ganhar 46 milhões de dólares de forma lícita ou ilícita e usou esse dinheiro para ganhar mais dinheiro, terminando com mais 500 milhões de patrimônio quando de sua morte.

Pirâmide de Prostituição


Epstein, durante anos, montou um esquema internacional de prostituição que envolvia centenas de mulheres: menores e maiores de idade. 

Ele pagou durante anos cerca de 200 doláres por cada garota nova trazida por uma garota "antiga" para ele. Algumas delas trouxeram dezenas de amigas e conhecidas para atividades descritas como "massagem".

Parece que ele filmava secretamente a si mesmo e a todos os convidados durante o sexo, seja como recordação, seja para fins de chantagem - isso talvez fosse usado pra lhe garantir privilégios ao redor do mundo.

Essas garotas serviam a ele e a amigos da elite do poder em diferentes países, inclusive Jeffrey tinha uma ilha particular onde promovia orgias regulares.

Além dessa ilha, ele tinha algumas casas nos EUA, uma fazenda no México e um apartamento na França.

Suicídio


Em 2019, quando contava com 66 anos de idade, em circunstâncias suspeitas -  ele cometeu suicídio  em uma prisão americana quando estava prestes a ser julgado e corria o risco de ser condenado a décadas de encarceramento.

Em seu testamento, feitos dois dias antes de morrer, deixou todo seu dinheiro para um fundo no exterior - talvez para atrasar o ressarcimento das vítimas.

Mesmo assim elas estão sendo indenizadas com base no patrimônio milionário ainda existente nos EUA

Conclusão 


Recomendo o filme.

Grande abraço!


_____________________________________________


25 julho, 2020

[Doc] Icarus (2017)





O filme explica de que pelo menos desde de 1968 há um esquema informal e ilegal de fornecimento de dopping para atletas russos mantido pelo próprio governo russo.

Isso na prática é mantido por laboratórios governamentais que atuam sob ordens diretas do ministério dos esportes e conta também com ajuda de membras da policia secreta russa (antiga KGB). No passado eles compravam drogas da China e hoje sabe lá de onde vem essas vitaminas.
Recentemente (2012-2016) foi percebido que esse esquema, que beneficiou mais de 1000 atletas olímpicos russos, inviabilizava o ideal de competição justa nas provas internacionais.

Mesmo assim, após fartas provas (mais de 1.600 documentos) e investigações dos órgãos esportivos internacionais responsáveis por administrar medidas antidoping no sentido de que essa fraude é mantida pelo governo da Rússia, a instituição responsável pelos jogos olímpicos preferiu não banir os atletas, sob o argumento de que a política não pode prevalecer sobre o esporte.

Fica a sensação de que grandes esquemas de fraude (aqueles mantidos pelas instituições mais poderosas de uma nação) não podem ser derrubados e vida que segue.

Remissões: essa sensação de impunidade é mesma que senti ao ver documentários como Hard Nox (2018) e Mestre do Universo (2013), respectivamente sobre a indústria automobilística  multinacional Volkswagen e as instituições financeiras na Alemanha. O jogo premia o trapaceiro.

Recomendo o filme.

Grande abraço!


P.s.: vi no Netflix


____________________________________________________

21 julho, 2020

[Doc] Hermógenes - Professor e Poeta Do Yoga (2015)


Hermógenes é um ícone da yoga no Brasil

O filme faz um resumo da biografia de José Hermógenes de Andrade Filho (1921-2015), trazendo uma compilação de entrevistas, imagens e depoimentos de familiares, amigos e leitores.
Hermógenes veio de família pobre, tornou-se militar e, durante o tratamento de uma tuberculose, descobriu que a yoga o ajudava a ser tornar mais saudável e forte. Passou a treinar de forma autodidata, tornando-se professor e escritor best-seller nacional sobre o tema.

Ele foi um dos pioneiros em difundir a prática de yoga no Brasil e nos anos 70 foi um fenômeno de mídia: seus livros venderam e ainda vendem milhares de cópias pelo mundo, o que lhe rendeu fama e prestígio.

O documentário mostra principalmente os aspectos filosóficos/espirituais da yoga na visão de Hermógenes, que prega a busca do autoconhecimento, vegetarianismo, respeito pelo próximo independente do credo religioso.

Recomendo o filme.

Grande abraço!


P.s: vi no Prime Video


___________________________________________


19 julho, 2020

[Doc] All Day (2017)




Esse documentário retrata a trajetória de um fisiculturista profissional: da derrota em Ohio/EUA ao triunfo no Brasil. 

Toda história de superação do atleta que nunca desiste de lutar pelo topo no esporte.

A película tem uma grande carga motivacional, pois não importa o que aconteça (e as dificuldades são grandes): Jorlan continua treinando como uma máquina. Isso é inspirador.

O filme mostra as dificuldades da preparação de Jorlan e o trabalho duro na preparação para o próximo campeonato.

Um dos pontos altos é a cena de treinamento de perna na rua, no melhor estilo Ronnie Coleman, avançando dezenas de metros com peso nas costas sob o sol: muito suor e poeira pelo caminho.

Outro momento interessante é o da rotina de alimentação:

mesmo em quarto de hotel ele tem de manter as refeições balanceadas - solução é comprar um grill  e um microondas para cozinhar no apertado ambiente. Nada mais old school que isso.


Recomendo o filme.

Grande abraço!


P.s.: está disponível completo no youtube.

_________________________________________________


14 julho, 2020

[Doc] Bastidores da Comédia (2002)





Um olhar fantástico sobre o lucrativo negócio de aprender a ser engraçado, que movimenta milhões no mercado americano. 

Cada artista luta contra o medo de falhar: quanto mais sucesso um deles conquista, mais sente medo do fracasso.  
Esse aparente paradoxo do sucesso é o fio condutor neste documentário sobre o comediante Jerry Seinfeld, que, depois de ter enriquecido com um sucesso estrondoso na televisão, volta à comédia stand-up como um ansioso iniciante de 20 anos.

O filme segue sua trajetória enquanto ele se adapta a uma nova rotina para voltar a fazer sucesso em shows ao vivo: de pequenas casas noturnas até palcos maiores. Seinfeld vai aos poucos suportando cada vez mais tempo fazendo piadas em público: começa com cerca de 30 minutos e, depois de várias semanas, aguenta ficar mais de 1 hora se apesentando.

Impressiona a rotina de Jerry e outros comediantes: 

eles anotam piadas, discutem sobre o material de outros artistas, testam material novo misturado com material antigo a cada show, analisam filmagens de suas próprias apresentações, comparam performances, um deles mantinha uma coleção de vídeos em VHS de suas apresentações e um arquivo impresso de piadas divido por assunto. 

Fica a mensagem de que há pouquíssima espontaneidade nas apresentações, ainda que eles não aparentem: há quase sempre uma resposta já ensaiada para interações com o público.

essa visão é confirmada por esse livro,
post aqui.



Ser comediante é um trabalho árduo.

Recomendo o filme.

Grande abraço.


P.s.: vi na Netflix
_________________________________________________


11 julho, 2020

[Doc] Take Your Pills (2018)




Introdução 


Alguns medicamentos nootrópicos (como ritalina e, principalmente, o adderall),  oferecem a estudantes, atletas, programadores e pessoas de todas as áreas a chance de fazer mais coisas, mais rápido e melhor. Mas tudo tem seu preço (efeitos "colaterais").
Para algumas pessoas que tem alguma doença pertinente, tomar esses nootrópicos é essencial para manter uma vida ativa e equilibrada, mas parece que a maioria dos usuários só usa para melhorar um desempenho: de normal para sobre-humano

Não existem efeitos colaterais, toda droga tem uma gama de efeitos. Nós que os classificamos artificialmente como benéficos ou maléficos ("colaterais")

o documentário mostra o depoimento de uma cientista que fez um estudo duplo cego (to chutando a metodologia, mas tinha uso de placebos + nootrópicos para diferentes grupos). Ela disse que o desempenho cognitivo de ambos os grupos tinha sido equivalente. Não li o estudo, mas duvido que tenham usado as dosagens que alguém em busca de desempenho usaria para dar o máximo de si. Fora que bons usuários podem melhorar seu desempenho ao longo de meses/anos de uso ao se adaptar ao uso de uma droga (se aprende como o corpo reage a droga) - dificilmente um estudo duraria tanto tempo, arriscando a saúde da cobaia para ter esse insight.

Alguns Efeitos do Adderall 



Mente - deixa mais focada, elimina o cansaço, estimulante. Ajuda a trabalhar de maneira eficiente com "coisas chatas", como programação. Por outro lado, gera dependência química e psicológica.

O ruim é que o corpo vai se tornando tolerante com a droga e a dosagem tem que aumentar conforme o tempo de uso. Um macete na hora de tomar seria tomar pela manhã logo em seguida ao um shake de proteínas (whey), para maximizar a absorção

Corpo - aumenta a resistência a dor. ótimo para atletas.

Fígado - pode sobrecarregar
Obs. minha: talvez o suplemento silimarina ajude quanto ao fígado (outra opção é alcachofra). converse com um médico nutrólogo

Rins - pode sobrecarregar. Recomenda-se que se beba bastante água se for usar


Microdoses 


Achei muito top essa ideia do filme: o uso de uma dose de 0,2 (algo como 10-20 microgramas a cada 3 dias) de LSD ou cogumelos pode melhorar o desempenho cognitivo/físico sem ter efeito alucinógeno.

Isso ainda é pouco explorado comercialmente, mas pode ser um uso mais seguro no futuro. O problema é determinar essa dose segura: muita gente vai chapar antes de acertar.

Minha experiência 


A primeira vez que ouvi falar de nootrópicos foi no Blog do Burguês Inglório (era novidade só pra mim, pois eles existem desde a década de 30 do século passado).

Nunca usei nada pesado e minha experiência mais forte foi com uma mistura de cafeína (420mg, acho) + teanina (100 ou 200mg) que tomei de pré-treino. Não sei se foi porque usei remédio expectorante nesse dia, mas não consegui pegar no sono até umas 5 da manhã e fiquei o tempo todo focado.
Na época que estudava pra concurso e minha vida dependia disso não tomava nem café.


Conclusão 


Cada um sabe a vida que tem.

Use por sua própria conta e risco.

Recomendo o filme.

Grande abraço!

________________________________________________________________
isso já foi uma realidade e ainda é


07 julho, 2020

[Doc] Hard NOx (2018): Escândalo de Emissões da Volkswagen




Mais um episódio da série documental "Na Rota do Dinheiro Sujo".

Aqui, somos informados sobre o "Dieselgate", que foi um esquema de fraude elaborado pela alemã Volkswagen nos anos de 2009 a 2015.

A Volks, assim como outras empresas do setor, tinha dificuldades de atender os padrões ambientais de emissões de poluentes de seus veículos,  nos EUA e na Europa.

a solução encontrada foi criar um software que que fizesse os veículos reagirem de modo artificial durantes testes em laboratórios. Nesse caso eles emitiriam menos poluentes para passar nos testes. O problema é que começaram a fazer testes nas estradas, onde se comprovou níveis de emissão superiores a 400% do limite ideal.
A parte que pode impressionar é que a empresa negou durantes anos a fraude, atribuindo o problema a diversas causas, mas a Volks sabia que havia premeditado esse embuste muito antes dos carros chegarem aos mercados.

Talvez, o ingênuo leitor não saiba porque uma empresa multibilionária faria uma coisa dessas. A reposta é simples: com base em um simples cálculo de custo X benefício, a diretoria alemã da Volkswagen chegou a conclusão de que, se fossem pegos, o montante das indenizações seria inferior ao lucro; o que compensaria o risco. E foi o que aconteceu.

Destaque para a fala de senhorzinho alemão que diz que mora em uma área arborizada em Berlim, mas quando foi medir a qualidade do ar por lá o aparelho mostrou que estava bem mais poluído que o ideal e a mesma leitura foi obtida dentro de uma escola infantil local.

Recomendo o filme.

Grande abraço!

P.s.: para mais detalhes sobre o escândalo, clique aqui.

________________________________________________


06 julho, 2020

[Doc] "Dirty Money" The Confidence Man (2018) - Sobre Trump

Donald com seus pais



Nesse primeiro episódio da minissérie documental Dirty Money (Na Rota do Dinheiro Sujo), temos o perfil de Donald Trump.

Trump é retratado como a encarnação moderna da figura do trapaceiro.

ele seria alguém que faz de tudo para projetar uma imagem artificialmente construída de "self-made man", mas que, na verdade, sempre dependeu da riqueza de sua própria família. Donald é filho de Fred Trump, magnata dos negócios imobiliários e, enquanto era um jovem milionário, vendia uma imagem de bilionário para captar parcerias comerciais.

O filme o mostra como um gestor preguiçoso e incompetente: elenca uma série de negócios falidos que vão desde uma empresa farmacêutica de suplemento alimentares até cassinos em Atlantic City, o que gerou uma dívida bilionária junto a bancos americanos. 

Sim, diferente de pessoas comuns, Trump não poderia falir na prática, pois geraria um rombo bilionário para seus maiores credores (Grandes Bancos que  preferiram não requerer a falência de Donald ).
O episódio mostra também uma série de parcerias entre Donald e personagens polêmicos em países como Filipinas, Rússia; sugerindo vários esquemas internacionais de lavagem de dinheiro que usariam o nome de Trump para facilitar o uso de dinheiro sujo na construção de prédios de luxo nesses países.

Uma última críticas do documentário é que Trump estaria usando o atual cargo de presidente dos EUA para lucrar: promovendo parcerias eticamente reprováveis no seu próprio interesse econômico em detrimento do povo americano.

Enfim, recomendo o filme.

Grande abraço!

P.s.: vi no Netflix
___________________________________________

30 junho, 2020

[Doc] Master of the Universe (2013)




Um ex-executivo do setor bancário privado da Alemanha, Rainer Voss, que entrou no negócio com o advento dos modernos sistemas de computadores, lembra seus anos de trabalho em algumas das principais empresas bancárias do mundo.

Voss, que chegou a ganhar mais de 100 mil dólares por mês, explica que sua vida era totalmente voltada ao trabalho e metade dos dias úteis do ano eram passados fora de casa, atendendo compromissos profissionais, muitas vezes em viagens internacionais.

Rainer menciona o quão fora da realidade ele viveu e como era a pressão por resultados: ele simplesmente não conseguia enxergar as consequências nos processos sociais das decisões que tomava (ele vivia em uma seletiva bolha que apenas envolvia colegas de trabalho, suas famílias, clientes e hábitos em comum). Além disso, era normal dormir no trabalho para cumprir prazos urgentes.

Ele explica um pouco da insanidade do mercado financeiro intencional, onde bancos especulam contra Estados e ainda ganham milhões ou bilhões em lucro com isso, em detrimento desses países e de seus cidadãos.

Infelizmente, por questões legais, ele não pode falar demais e nem ser específico sobre certas questões do seu passado, mas é claro que a postura anti-ética do mercado financeiro em assumir riscos absurdos é recompensada com lucros exorbitantes e ajuda governamental em caso de possível falência.

Voss, teve sorte de pegar o início da computadorização do setor financeiro: hoje ele vive de economias do tempo de alto executivo: sim ele atingiu a IF há muito tempo, pois nesse setor ninguém trabalha até se aposentar, mas é comum a empresa pagar cinco anos de salários antes da demissão. 

Atualmente, cada vez menos pessoas e cada vez mais inteligência artificial administra transações: é comum que bancos comprem participações em empresas por apenas 22 segundos com a finalidade de obter lucros astronômicos com apenas algumas casas depois da vírgula.

O filme apresenta um visual sóbrio e uma narrativa simples, mas eficiente em mostrar porque as crises acontecem: pouca gente lucra, mas o lucro é muito alto. E não há qualquer ingenuidade dos atores profissionais desse campo.

Recomendado.

Grande abraço!

______________________________________________

28 junho, 2020

[Doc] Perícia Viciada (2020)




Crimes de duas químicas de um laboratório de drogas paralisam o judiciário de Massachusetts e confundem advogados, autoridades e presos: quais são os limites da justiça?


Em 2013, a Polícia do Estado de Massachusetts prendeu a farmacêutica Sonja Farak, do laboratório de drogas criminosa por adulterar as evidências: e isso foi apenas o começo. Com o tempo, surgiram detalhes de que Farak estava de fato usando os medicamentos que fora encarregada de testar. 
Ao longo do documentário fica claro que Farak usou LSD, cocaína, crack e só Deus sabe mais o quê durante os anos que trabalhou no laboratório forense. Ela usava durante o expediente e isso várias vezes ao dia. Algumas vezes ela mesma fabricou o crack que fumava a partir da matéria prima que tinha acesso. Ela emitia laudos chapada o tempo todo.

Em 2012,  após investigações, percebeu-se que a química Annie Dookan,  fraudava laudos para aumentar sua produtividade no trabalho: ela produzia cerca de 4 vezes mais que seus colegas.

Diferente de Farak, Dookan não consumia o que testava, mas não testava tudo que analisava. Ela testava cientificamente apenas parte das drogas em que deveria emitir laudo. A maior parte era simplesmente verificada com base no "olhômetro": ela emitia laudos falsos o tempo todo.

Quando a promotoria de Massachusetts percebeu o tamanho do problema, resolveu abafar o máximo possível, inclusive enganando o juiz encarregado na época e escondendo provas da defesa.

Um advogado de defesa demorou anos para ter acesso integral às provas omitidas e tudo isso veio à público em um inquérito judicial que comprovou a participação da polícia local.
Depois de anos, milhares de condenações criminais por crimes relacionados a drogas foram anuladas, pois tinham base nos laudos de Dookan e Farak.

O responsáveis pela promotoria na época nunca forma punidos e o filme não fala se os policiais foram ou não responsabilizados. O laboratórios foram fechados

Imagine se fosse no Brasil? 

Grande abraço!

_____________________________________________