Arquivos

Mostrando postagens com marcador Carteira de Ativos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Carteira de Ativos. Mostrar todas as postagens

28 setembro, 2020

Mea Culpa em Buy and Hold

Foto de George Becker no Pexels

Introdução



Recentemente em um post excluído no blog do Peão Playboy fiz um comentário e cometi um erro.

Conforme pesquisei depois, focar em dividendos é uma das estratégias Buy and Hold, nesse sentido o livro do Décio Bazin (Faça Fortuna com Ações). Como sigo a "Filosofia" Bastter, que não foca em dividendos, acabei proferindo uma declaração equivocada.


Meu Erro 


"Buy and Hold nao se foca em dividendos" (Scant)

"Não fala merda Scant! Lógico que BUY AND HOLD se foca em dividendo também! É uma das estratégias! Kkkkkkkkkkk... um abraço! Gosto de você apesar desta merda que falou." (Anon)


Conclusão 


Obrigado Anon por me corrigir.

Grande abraço!


________________________________________________________________

  • https://peaoplayboy.blogspot.com/2020/09/entrei-no-mercado-de-acoes-foda-se.html (postagem excluída)

26 agosto, 2019

Minha Carteira de Ativos

 
Foto de Karolina Grabowska no Pexels



1 - Introdução


No passado acabei percebendo que existia algo além da poupança e passei para ao tesouro direto, deixando a poupança para uma pequena reserva de contingência

Quando cheguei a um montante maior, percebi que não diversificar seria loucura ("não se põem todos os ovos em uma única cesta"), mas como meu conhecimento era, e é, muito pequeno utilizava dicas colhidas na blogosfera financeira para essa viagem lenta.

Contudo, o tempo passa e resolvi que precisava de um método melhor:


Depois de anos, resolvi aderir ao Bastter System, que é um método de eletrônico de informação e controle de diversificação de ativos.  E, se ainda não é o sistema definitivo Buy and Hold para iniciantes, pelo menos é algo próximo disso. Simples, objetivo e sem enrolação.  Para maiores detalhes recomendo o forum do Bastter.

2 - Alocação de Ativos


2.0 - Alocação (2017 e anos anteriores)


Quando comecei a trabalhar investi tudo em renda fixa: 


comecei com a velha poupança e passei a investir no TD até ter em torno de 100k, com base em uma dica que tirei de algum livro do Gustavo Cerbasi.


2.1 - Alocação (2018)

2.1 - Alocação (2019)




Mexi bastante durante o ano , mas acabou ficando como objetivo:


  • 25% em renda fixa (hoje são 51,15%, mas não pretendo deixar menos do que 25% em renda fixa daqui para frente)
  • 40% em ações (hoje são 51,15%)
  • 30% em FII (hoje são 23,74%)
  • 5% em reserva de valor (hoje são 0% e não tenho prazo para mudar isso)
  • 2,90% em reserva de emergência (mas acaba variando ao longo do ano para eu ter mais caixa para utilizar sem me endividar)



2.2 - Alocação (2020)


  • Renda Fixa (48,92%)
  • FIIs (22,77%)
  • Ações (22,62%)
  • Reserva de Emergência (5,66%)

Mexi bastante durante o ano , mas acabou ficando como objetivo:


  • 30% em renda fixa 
  • 30% em ações  
  • 30% em FII  
  • 5% em reserva de valor  
  • 5% em reserva de emergência  

Quanto conseguir bater 500K em patrimônio no Brasil, pretendo começar a investir no exterior.

3 - Ações



3.0 - Carteira 2016-2017


Era tão mal feita que nem registrei.

3.1 - Carteira 2018






3.2 - Carteira 2019


3.3 - Carteira 2020



4 - FIIs



4.0 - Carteira 2017-2018


Era tão mal feita que nem registrei.


4.1 - Carteira 2019




4.2 - Carteira 2020


 


5 - Renda Fixa


Cerca de 50% do que tenho hoje está em tesouro direto, a vencer em datas diversas até 2035 ou mais.

O resto está em Letras de câmbio e CDB: a vencer nos próximo 5 anos. Depois que vencer, vou deixar tudo em TD com longos prazos de vencimento. Assim é muito mais simples administrar.

6 - Conclusão


Continuarei estudando finanças e não pretendo diversificar muito além do que já consta acima.  

Afinal, há outros ativos para isso (ativos estrangeiros)

Grande Abraço!



_________________________________________________________

  • http://alemdapoupanca.blogspot.com/2018/04/a-alocacao-de-ativos-e-suas-falhas.html
  • https://www.viagemlenta.com/2017/05/a-alocacao-de-ativos-ao-alcance-de-todos.html


Se nenhuma instituição é 100% confiável,
diversificar é o menos arriscado.