Arquivos

Mostrando postagens com marcador Atul Gawande. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Atul Gawande. Mostrar todas as postagens

26 agosto, 2019

[Livro] Checklist - Como fazer as coisas benfeitas (2011) Atul Gawande




Obs.: não consegui achar o ebook nacional do livro e a versão física está custando valores astronômicos. Então, produzi esse post com base em resenhas, mesmo sem ter acesso a obra original. 

Introdução



Não analisamos fracassos rotineiros em educação, em advocacia, em programas governamentais, no setor financeiro e em muitas outras áreas. 

Não examinamos os padrões de nossas falhas recorrentes nem desenvolvemos e aprimoramos possíveis soluções para esses erros reiterados.

Atul Gawande é um cirurgião de Harvard, escritor (este é seu terceiro livro) e cronista da revista The New Yorker. 



O livro totaliza 221 páginas, nas quais o autor intercala o relato de casos vividos por ele ou por outros profissionais de saúde, com situações ocorridas em outros cenários. 

Problemas ocorridos na aviação, no sistema financeiro, em restaurante, show de música e na construção civil são utilizados para demonstrar o valor de um checklist. 

Uma anormalidade pode evoluir para um quase acidente (situação anormal que não causou dano) ou mesmo um acidente dependendo da atuação do profissional em seguir adequadamente os procedimentos preconizados para aquela situação anormal. Manter a calma e seguir o preconizado é mais eficaz. 

A boa comunicação e o trabalho em equipe são mais eficazes que tentar realizar um ato "heroico" ou de extrema habilidade técnica.

Durante um ano, Pronovost e seus colegas monitoraram as ações dos profissionais usando o checklist de uso de cateter que ele desenvolveu. Os resultados foram tão drásticos que eles chegaram a questionar suas descobertas. A taxa de infecção de cateteres usados por 10 dias caiu de 11% para zero. No intuito de confirmar as conclusões, acompanharam os pacientes por mais 15 meses. Apenas duas infecções ocorreram nesse período. Segundo seus cálculos, somente nesse hospital o checklist havia evitado 43 infecções e 8 mortes, alem de reduzir custos em 2 milhões de dólares.

Conselhos Úteis



A ajuda da aviação no uso correto do checklist é o ponto de partida que Gawande usa para explicar a real diferença entre checklist e uma lista de verificação (tradução literal do inglês). 


O checklist utilizado em sistemas complexos como a aviação é uma ferramenta auxiliar à tomada de decisão. Citando um veterano piloto, o autor lembra o fato de que o checklist deve significar parte da "filosofia de voo" de uma companhia aérea. Gawande fez entrevistas e visitou várias indústrias, e com a aviação aprendeu que existem checklists bons e ruins. Os ruins, em geral, são vagos, imprecisos, longos demais, difíceis de usar e pouco práticos. "São feitos por burocratas que não têm ideia das situações em que serão usados" (página 192). 

Nenhum piloto assina o checklist, mas todos devem segui-lo corretamente para evitar acidentes e superar eventuais emergências. 

Numa passagem do livro, Gawande descreve seu diálogo com uma enfermeira, a qual, ao perguntar sobre o checklist, recebe como resposta um papel com os itens ticados corretamente. Gawande, de forma incisiva, retruca: "Deve ser um Checklist verbal, um Checklist de equipe" (página 120).

De acordo com a filosofia que orienta o checklist, este deve ser aplicado nas pausas e momentos em que o contexto exija. 

Em determinadas situações, o hospital ou serviço deve ter um checklist específico para um determinado tipo de cirurgia (cirurgia com uso de instrumental múltiplo, por exemplo) ou situação clínica (acesso venoso profundo ou parada cardiorrespiratória, por exemplo). 

Um checklist não pode ser extenso. Uma regra prática muito comum é mantê-lo entre cinco e nove itens, que é o limite da memória operacional. Mas Boorman não sugere que essa ideia seja seguida à risca. “Tudo depende do contexto”, disse ele. “Em algumas situações, só se dispõe de 20 segundos. Em outras, talvez, haja vários minutos disponíveis.


Recomendações comuns:



Primeiro, devemos considerar as necessidades e os interesses dos que dependem de nós acima de nossos próprios interesses.
Segundo, almejaremos a excelência em nossos conhecimentos e qualificações.
Terceiro, procederemos de modo responsável em relação às nossas atribuições.
Os aviadores acrescentam uma quarta expectativa: disciplina para seguir procedimentos prudentes e atuar em conjunto com outros membros da equipe.


O checklist deve ser aprimorado até que esteja reduzido aos itens críticos absolutamente essenciais: O checklist deve ser datado de sua última atualização e sempre deve ser revisto quanto à sua adequação à evolução científica e tecnológica.



A OMS deu um primeiro passo ao apresentar o Checklist Cirúrgico, extensamente debatido, com inúmeras versões inicialmente, pois já era adotado de alguma forma no Toronto General Hospital, na Johns Hopkins e no grande grupo hospitalar californiano (Kaiser Permanent). Mesmo após os resultados positivos da pesquisa realizada em oito hospitais de países, culturas, fatores econômicos e sociais distintos, fica claro que o checklist proposto pela OMS é um checklist básico, e que a adaptação e modificação deste instrumento são estimuladas tanto pela OMS, quanto por Gawande (página 115).

Conclusão


Segundo Gawande: 


"os checklists não devem se converter em imposições calcificadas, que inibem em vez de ajudar. Até os checklists mais simples exigem revisões frequentes e aprimoramentos constantes. Os fabricantes de aviões inserem a data de emissão em todos os checklists, pois o checklist deve mudar ao longo do tempo. Afinal, é apenas uma ajuda. Se não contribui para a efetividade dos procedimentos, algo está errado..."(página 193).


Diante da complexidade do mundo é nosso dever adotar medidas reduzir o risco de nossas falhas. Quando examinamos com cuidado, constatamos que até os melhores profissionais cometem os mesmos erros. Conhecemos os padrões. Também sabemos quais são as consequencias. É hora de tentar algo novo: O Checklist.


Grande abraço!


_______________________________________________________

  • https://proqualis.net/resenha/checklist-como-fazer-coisas-benfeitas
  • http://www.sendme.com.br/09MEUSBLOGS/DESAVISADO/Extratos/checklistscomofazerascoisasD&S.htm
  • https://www.trabalhosgratuitos.com/Outras/Diversos/RESENHA-CR%C3%8DTICA-CHECKLIST-COMO-FAZER-AS-1308584.html
  • http://www.martinsfontespaulista.com.br/anexos/produtos/capitulos/657436.pdf