Arquivos

Mostrando postagens com marcador Anônimo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Anônimo. Mostrar todas as postagens

14 março, 2020

[Texto] 40 Motivos para Odiar o Brasil (2009)/Anônimo

Foto de JTMultimidia no Pexels



  • 'Os brasileiros não têm consideração com as pessoas fora do seu círculo de amizades e muitas vezes são simplesmente rudes. Por exemplo, um vizinho que toca música alta durante toda a noite… E mesmo se você vá pedir-lhe educadamente para abaixar o volume, ele diz-lhe para você “ir se fud**”. E educação básica? Um simples “desculpe-me “, quando alguém esbarra com tudo em você na rua simplesmente não existe.

  • Os brasileiros são agressivos e oportunistas, e, geralmente, à custa de outras pessoas. É como um “instinto de sobrevivência” em alta velocidade, o tempo todo. O melhor exemplo é o transporte público. Se eles vêem uma maneira de passar por você e furar a fila, eles o farão, mesmo que isso signifique quase matá-lo, e mesmo se eles não estiverem com pressa. Então, por que eles fazem isso? É só porque eles podem, porque eles vêem a oportunidade, por que eles querem ganhar vantagem em tudo. Eles sentem que precisam sempre de tomar tudo o que podem, sempre que possível, independentemente de quem é prejudicado como resultado.

  • Os brasileiros não têm respeito por seu ambiente. Eles despejam grandes cargas de lixo em qualquer lugar e em todos os lugares, e o lixo é inacreditável. As ruas são muito sujas. Os recursos naturais abundantes, como são, estão sendo desperdiçados em uma velocidade surpreendente, com pouco ou nenhum recurso.

  • Brasileiros toleram uma quantidade incrível de corrupção nos negócios e governo. Enquanto todos os governos têm funcionários corruptos, é mais comum e desenfreado no Brasil do que na maioria dos outros países, e ainda assim a população continua a reeleger as mesmas pessoas.

  • As mulheres brasileiras são excessivamente obcecadas com seus corpos e são muito críticas (e competitivas com) as outras.

  • Os brasileiros, principalmente os homens, são altamente propensos a casos extraconjugais. A menos que o homem nunca saia de casa, as chances de que ele tenha uma amante são enormes.

  • Os brasileiros são muito expressivos de suas opiniões negativas a respeito de outras pessoas, com total desrespeito sobre a possibilidade de ferir os sentimentos de alguém.
  • Brasileiros, especialmente as pessoas que realizam serviços, são geralmente malandras, preguiçosas e quase sempre atrasadas.

  • Os brasileiros têm um sistema de classes muito proeminente. Os ricos têm um senso de direito que está além do imaginável. Eles acham que as regras não se aplicam a eles, que eles estão acima do sistema, e são muito arrogantes e insensíveis, especialmente com o próximo.

  • Brasileiros constantemente interrompem o outro para poder falar. Tentar ter uma conversa é como uma competição para ser ouvido, uma competição de gritos.

  • A polícia brasileira é essencialmente inexistente quando se trata de fazer cumprir as leis para proteger a população, como fazer cumprir as leis de trânsito, encontrar e prender os ladrões, etc. Existem Leis, mas ninguém as aplica, o sistema judicial é uma piada e não há normalmente nenhum recurso para o cidadão que é roubado, enganado ou prejudicado. As pessoas vivem com medo e constroem muros em torno de suas casas ou pagam taxas elevadas para viver em comunidades fechadas.

  • Os brasileiros fazem tudo inconveniente e difícil. Nada é simplificado ou concebido com a conveniência do cliente em mente, e os brasileiros têm uma alta tolerância para níveis surpreendentes de burocracia desnecessária e redundante.

  • Brasileiros pagam impostos altos e taxas de importação que fazem tudo, especialmente produtos para o lar, eletrônicos e carros, incrivelmente caros. E para os empresários, seguindo as regras e pagando todos os seus impostos faz com que seja quase impossível de ser rentável. Como resultado, a corrupção e subornos em empresas e governo são comuns.

  • Está quente como o inferno durante nove meses do ano, e ar condicionado nas casas não existe aqui, porque as casas não são construídas para ser herméticamente isoladas ou incluir dutos de ar.

  • A comida pode ser mais fresca, menos processada e, geralmente, mais saudável do que o alimento americano ou europeu, mas é sem graça, repetitivo e muito inconveniente. Alimentos processados, congelados ou prontos no supermercado são poucos, caros e geralmente terríveis.

  • Os brasileiros são super sociais e raramente passam algum tempo sozinho, especialmente nas refeições e fins de semana. Isso não é necessariamente uma má qualidade, mas, pessoalmente, eu odeio isso porque eu gosto do meu espaço e privacidade, mas a expectativa cultural é que você vai assistir (ou pior, convidar amigos e família) para cada refeição e você é criticado por não se comportar “normalmente” se você optar por ficar sozinho.

  • Brasileiros ficam muito perto, emocionalmente e geograficamente, de suas famílias de origem durante toda a vida. Como no #16, isso não é necessariamente uma má qualidade, mas pessoalmente eu odeio porque me deixa desconfortável e afeta meu casamento. Adultos brasileiros nunca “cortam o cordão” emocional e sua família de origem (especialmente as mães) continuam a se envolvido em suas vidas diariamente, nos problemas, decisões, atividades, etc. Como você pode imaginar, este é um item difícil para o cônjuge de outra cultura onde geralmente vivemos em famílias nucleares e temos uma dinâmica diferente com as nossas famílias de origem.

  • Eletricidade e serviços de internet são absurdamente caros e ruins.

  • A qualidade da água é questionável. Os brasileiros bebem, mas não morrem, com certeza, mas com base na total falta de aplicação de leis e a abundância de corrupção, eu não confio no governo que diz que é totalmente seguro e não vai te fazer mal a longo prazo.

  • E, finalmente, os brasileiros só tem um tipo de cerveja (aguada) e realmente é uma porcaria, e claro, cervejas importadas são extremamente caras.

  • A maioria dos motoristas de ônibus dirigem como se eles estivessem tentando quebrar o ônibus e todos dentro dele.

  • Calçadas no meu bairro são cobertos com mijo e coco de cães que latem dia e noite.

  • Engarrafamentos de 3 horas e meia toda vez que chove.

  • Raramente as coisas são feitas corretamente da primeira vez. Você tem que voltar para o banco, consulado, escritório, mandar e-mail ou telefonar 2-10 vezes para as pessoas a fazerem o seu trabalho.

  • Qualidade do ar muito ruim. O ar muitas vezes cheira a plástico queimado.

  • Ir a Shoppings e restaurantes são as principais atividades. Não há nada para fazer se você não gastar. Há um parque principal e está horrivelmente lotado.

  • O acabamento das casas é péssimo. Janelas, portas, dobradiças , tubos, energia elétrica, calçadas, são todos construídos com o menor esforço possível.

  • Árvores, postes, telefones, plantas e caixas de lixo são colocados no centro das calçadas, tornando-as intransitáveis.

  • Você paga o triplo para os produtos que vão quebrar dentro de 1-2 anos, talvez ais.

  • Os brasileiros amam estar bem no seu caminho. Eles não dão espaço para você passar.

  • A melhor maneira de inspirar ódio no Brasil? Educadamente recusar-se a comer alimentos oferecidos a você. Não importa o quão válido é a sua razão, este é considerado um pecado imperdoável aos olhos dos brasileiros e eles vão continuar agressivamente incomodando você para comê-lo.

  • As pessoas vão apertar e empurrar você sem pedir desculpas. No transporte público você vai tão apertado que você é incapaz de mover qualquer coisa, além da sua cabeça.

  • O Brasil é um país de 3° mundo com preços ridiculamente inflacionados para itens de qualidade. Para se ter uma ideia, São Paulo é classificada como a 10ª cidade mais cara do mundo. (New York é a 32ª).

  • A infidelidade galopante. Este não é apenas um estereótipo, tanto quanto eu gostaria que fosse. Homens na sociedade brasileira são condicionados a acreditar que eles são mais “viris” por saírem com várias mulheres.

  • Zero respeito aos pedestres. Sim, eles não param para você passar. Na melhor das hipóteses, eles vão buzinar.

  • Quando calçadas estão em construção espera-se que você ande na rua. Alguns motoristas se recusam a fazer o menor desvio a sua presença, acelerando a poucos centímetros de você, mesmo quando a pista ao lado está livre.

  • Nem pense em dizer a alguém quando você estiver viajando para o EUA. Todo mundo vai pedir para você trazer iPods, X-Box, laptops, roupas, itens de mercearia, etc. em sua mala, porque eles são muito caros ou não disponíveis no Brasil.

  • A menos que você goste muito de futebol ou reality shows (ou seja, do Big Brother), não há nada muito o que conversar com os brasileiros em geral. Você pode aprender fluentemente a língua portuguesa, mas no final, a conversa fica muito limitada, muito rapidamente.

  • Tudo é construído para carros e motoristas, mesmo os carros sendo 3x o preço de qualquer outro país. Os ônibus intermunicipais de luxo são eficientes, mas o transporte público é inconveniente, caro e desconfortável para andar. Consequentemente, o tráfego em São Paulo e Rio é hoje considerado um dos piores da Terra (SP, possivelmente, o pior). Mesmo ao meio-dia podem ter engarrafamentos enormes que torna impossível você andar mesmo em um pequeno trajeto limitado, a menos que você tenha uma motocicleta.

  • Todas as cidades brasileiras (com exceção talvez do Rio e o antigo bairro do Pelourinho em Salvador), são feias, cheias de concreto, hiper-modernas e desprovidas de arquitetura, árvores ou charme. A maioria é monótona e completamente idênticas na aparência. Qualquer história colonial ou bela mansão antiga é rapidamente demolida para dar lugar a um estacionamento ou um shopping center.'

_________________________________________________________________

09 setembro, 2019

[Guest Post] Jejum Intermitente (2018)

https://www.pexels.com/photo/adolescent-beautiful-contest-fall-2853509/


"É o seguinte, eu sempre malhei e treinei luta, fiz capoeira, boxe e hoje treino Muay Thai. 

Quando tava no final da faculdade, trabalhando o dia todo e fazendo monografia, tive que sair do boxe, que treinava na época 3 vezes na semana na hora do almoço e fiquei só na musculação, malhando 2 vezes por semana. 

03 setembro, 2019

[Guest Post] Anti Guia da Independência Financeira (2018)

Foto de Michael Steinberg no Pexels





1. GASTE MAIS DO QUE GANHA. 
Empréstimos, rotativo do cartão de crédito, cheque especial, dívidas...quem não gasta não vive e tudo cabe no seu bolso.

2. COMECE O MAIS CEDO POSSÍVEL. 
Seu "salário" de estagiário deve ser alocado em putas, parcelas do carro e noitadas de sertanejo/funk com muita cerveja, não esqueça do Iphone do ano e roupas de marcas.

3. DIGA NÃO A MATEMÁTICA FINANCEIRA, IGNORE OS JUROS COMPOSTOS. 
Chato demais aprender o básico, o gerente do banco sabe de tudo e o que é melhor para mim. Você verá de perto o que significa exponencial.

- Cartão de Crédito Rotativo: 275% ao ano
- Cheque Especial: 300% ao ano
- Financiamento de Veículo: 22% ao ano

4. VIVA DE SALÁRIO EM SALÁRIO, COLCHÃO DE INSEGURANÇA. 
Se ficar desempregado, procure o INSS para receber o seguro desemprego ou ligue para o seu pai pedindo um trocado. Coloque nas redes sociais período sabático ou estudando para concurso.

5. INVISTA: 
deixe o dinheiro parado em conta corrente, aloque um pouco na poupança, esquemas de pirâmide, título de capitalização, jogo do bicho, aquela fezinha na mega e na quina.

6. ENCONTRE UMA MULHER, CASE, ENGRAVIDE
Suas finanças estarão sempre em risco. Adicione ainda mais emoção, se separe, mas não esqueça: o Capa Preta vai cobrar PA(pensão alimentícia). Entre em loop, repita esse procedimento 3 vezes. Sucesso garantido!

7. CRISE, QUE CRISE? MANTENHA O CURSO.
Restaurantes caros, academia premium, corte de cabelo gourmet 100 reais para passar a máquina 2, carnaval em Salvador no camarote, rolê em Jurerê Internacional, feriadão em Búzios, carro sempre do ano, na balada Ciroc Redbull e Perrier Jouet.

______________________________________________________________________

Fonte:

https://viverderenda.blogspot.com/2018/11/guia-instantaneo-de-independencia.html

[Guest Post] Relato: O Lado Obscuro da IF (2018)


Photo by Renato Abati from Pexels



"Aos que me lêem: Consegui juntar R$ 7 milhões aproximadamente, em uns 14 anos partindo do zero, sendo profissional liberal e servidor público com salario alto, aos 38 anos. Acompanho o VdR desde o início e vim junto com ele juntando patrimônio. Sinceramente, não foi dificil. Eu aprendi muito rápido como fazer. Na verdade aprendi desde criancinha, pois sempre quis ser rico.

Só que, honestamente, não foi suficiente. Hoje eu tenho a sonhada independência financeira mas não me realizei. Constitui família linda, dois filhos pequenos, mas passo todas as manhãs em casa, inútil. Cheguei a trabalhar em 5 empregos e hoje só tenho 2 ocupações fixas e me sobra muito tempo ocioso.

Minha renda mensal esta próxima de 50 mil, com uma grande parte fixa e outra pequena variável. Eu consegui continuar trabalhando pouco e ganhando razoavelmente. Mas, pasmem, eu estou insatisfeito. Não estou em depressão se alguém está pensando nisso.

Achei que ia construir grandes coisas, mas eu acho os servidores públicos medíocres e eu sou um deles. O meu único empreendimento fracassou há uns 3 anos e fiquei com receio de apostar de novo nessa crise safada em que nos metemos. Não tenho coragem nem apetite de arriscar essa grana que eu juntei pra um novo salto no escuro, mas também nao estou satisfeito com essa vida sem metas, de 40 mil de renda mensal, mais rendimentos de uns mais 40 mil dos 7 milhões juntados.

Estou tentando abrir uma factoring ou securitizadora no momento, mas sei que se eu conseguir, vou continuar insatisfeito, pq não estou e não estarei produzindo/construindo nada. O período mais divertido dos últimos tempos foi quando eu estava tocando a obra da construção da minha casa atual. Ela vale uns 1,5 milhão, mas não conto ela como patrimônio.

Portanto, não achem que tem um pote de ouro qdo se chega na IF. 

Porque às vezes não tem nada lá além de frustração e angústia."

_______________________________________________________________________

Fonte

https://viverderenda.blogspot.com/2018/11/guia-instantaneo-de-independencia.html

02 setembro, 2019

[Guest Post] Vida em Portugal (2018)

foto: pexels


"Estive esse ano em um programa Erasmus em Portugal, vou dizer minhas impressões:



Segurança: essa nem dá pra comparar, realmente é um país muito seguro, mesmo pensando em outros países europeus. Por outro lado,  na faculdade os equipamentos tinham de ser acorrentados para evitar furtos.


Saúde: não usei nenhuma vez, mas eu via alguns colegas portugueses reclamando da falta de médicos e do valor a se pagar pelas consultas.

Comida: maravilhosa. Vários cozidos, bacalhau, carne de porco, francesinha, pães, vinho. Boa e barata.

31 agosto, 2019

[Guest Post] Vida na Cidadezinha de Interior (2018)



foto: pexels

"Moro numa cidade com menos de 10K/hab no interior do Sul do Brasil e já morei em cidade grande, tenho uma visão das duas situações, então baseado em minha vivência:

EMPREGO/RENDA: Cidades pequenas até 15k/hab costumam ter mercado de trabalho limitado e com média salarial baixa, dependendo do perfil da região essa mesma realidade se expande a cidades maiores, tem cidades com 40, 50k/hab que também tem mercado de trabalho ruim.

Nas cidades menores a Prefeitura costuma ser o maior empregador, as Prefeituras de cidades pequenas não tem planos de carreira atraentes ou benefícios além do salário, mas ainda assim é nelas que geralmente estão boa parte dos assalariados melhor pagos.

Fora isso o comércio costuma ser pequeno e familiar e a agricultura geralmente emprega o restante da população.