Mostrando postagens com marcador Alexandre Henry Alves. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Alexandre Henry Alves. Mostrar todas as postagens

23 agosto, 2019

[Livro] Juiz Federal - Lições de Preparação para um dos Concursos Mais Difíceis do Brasil - 2ª Ed. (2008)/ Alexandre Henry Alves




Introdução 




O autor, Alexandre Henry Alves, que à época era advogado público (PGFN) fez a proeza de passar em três concursos para juiz depois de estudar por apenas 6 meses.

Antes da publicação desse livro ele publicou na web um resumo de seu relato, chamado "texto de despedida" e que pode ser encontrado ao final do post.

Compilei nesse post um rápido resumo de algumas partes do livro.



Conselhos Úteis


Sugestões


  • faça um planejamento do que você vai estudar;
  • tente controlar seu tempo de estudo diário para que ele seja significativo;
  • comece estudando uma quantidade de horas por dia que não seja muito grande, de forma que você não chegue a exaustão logo nos primeiros dias;
  • monte seu canto de estudo de maneira a ter silêncio e sossego;
  • aproveite melhor as horas do seu dia;
  • faça exercícios;
  • tente ter boas horas de sono.

Método de Estudo




>>Estudo para 1ª Fase (objetiva sem consulta)



  • Questões objetivas de diversos concursos e OAB;
    "Não esperei estar bom de matéria para fazer as questões. Fazia uma prova hoje, não sabia tudo, mas aquela questão que eu tinha errado piscava na memória quando eu lia a lei seca sobre o assunto, ou então resumos. (...) Quais? De colegas que chegaram às provas orais, sinopses, etc. Há resumos para todos os tipos e gostos."
  • Leitura de Jurisprudência (informativos);
"eu mirava a magistratura federal. Com isso, eu pude ler mais rapidamente os informativos, porque eu pulava aqueles julgamentos de casos que não tinham muita relevância para as provas que eu iria enfrentar. Por exemplo: os casos de Direito de Família julgados pelo STJ."
  • Muita Leitura de texto de lei ("Não se aprende Direito sem conhecer a lei seca");
"se você for ler uma lei ou algo similar para concurso, leia sempre na mesma fonte. Se estiver lendo as súmulas do STJ, leia sempre do mesmo livro ou impresso, porque a memória da gente funciona de forma fotográfica. Às vezes, o conteúdo não está tão claro, mas você resgata a imagem daquele escrito e o conteúdo aparece."

  • Muita Leitura de súmulas;


>>Estudo para 2ª Fase (subjetiva e com consulta à legislação)



  • Questões subjetivas do tipo de concurso escolhido: é também essencial analisar as publicações dos membros da banca (livros, artigos, sentenças, acórdãos e pareceres) e também analisar concursos anteriores buscando compreender historicamente a linha de raciocínio que normalmente é exigida. 
"Livros de sentença são importantes para você perceber detalhes. Condenação em custas, estrutura da sentença, relatório, etc. Quem é analista ou juiz não precisa disso. Mas, para quem nunca redigiu uma sentença, é fundamental. "
  • Leitura de Jurisprudência (informativos): principalmente estar atento a julgados recentes que possam impactar na prova.

  • Atualização legislativa: também se deve estar atento a alterações legislativas que possam impactar na prova.


>>Estudo para 3ª Fase (oral)


"Aprendi que prova oral depende do seu conhecimento, mas o essencial é manter a calma. Sem ela, você impede a sua memória de funcionar. E, acredite em mim, a memória não te deixa só nessas horas. O que você estudou vem à mente, é só ter calma.
Meu estudo para a prova oral se resumiu basicamente à leitura dos resumos que as turmas (também ajudei) prepararam para as orais. Tais resumos são como ouro. Lê-los consome um tempão, mas dá uma base boa para as orais.
Em algumas matérias, especialmente na véspera, dei uma olhada também na lei seca. Civil e Comercial costumam cobrar muito lei seca. Constitucional, dependendo da parte que for sorteada no ponto, também cai."


Conclusão 


Enfim, o livro é muito bom, direto e sincero e vai muito além do depoimento que pode ser encontrado na web, trazendo excelentes depoimentos de outros aprovados e também uma pesquisa sobre os hábitos de estudo de 100 juízes federais.

Recomendo a leitura para concursandos, principalmente da área federal.


Grande abraço!









________________________________________________________________