Mostrando postagens com marcador 2013. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador 2013. Mostrar todas as postagens

22 agosto, 2020

[Livro] Malhar Secar Definir (2013)/ Michael Matthews - Parte II

Photo by Isabella Mendes from Pexels



 ERROS PARA PERDER GORDURA

 erro nº 1: é desnecessário contar calorias


Para perder gordura, você tem de fazer o corpo queimar mais energia do que através da alimentação, e a energia potencial da comida é medida em calorias. Se ingerir muitas calorias — se oferecer ao corpo mais energia potencial do que ele precisa — o corpo não terá incentivo para queimar gordura.

erro nº 2: mais aeróbica = perda de peso


Mas com a atividade aeróbica acontece isso: se você não comer corretamente, aquela corrida ou aquela pedalada noturna não irão necessariamente salvar a sua pele.

erro nº 3: seguir a última moda


Atualmente, nem consigo mais me manter atualizado. Embora nem todas as “mais recentes e espetaculares” dietas sejam ruins (a propósito, a Paleo é bem saudável), a espetacular abundância de dietas da moda promovidas por atores de físico invejável está deixando as pessoas confusas quanto ao que é o “jeito certo” de perder peso (algo muito compreensível). O resultado é que muitas pessoas trocam de dieta o tempo todo, deixando de conseguir os resultados desejados.

erro nº 4: trabalhar com pesos leves e muitas repetições tonifica a musculatura


A sobrecarga ideal e a nutrição adequada, mais o repouso suficiente significam aumento rápido e perceptível da massa muscular. Por isso, mesmo que você não queira ganhar muitos músculos — digamos algo como 7 kg a 8 kg —, o caminho mais rápido para isso é treinar com pesos grandes.

erro no 5: redução localizada


Você não pode reduzir a gordura em nenhuma parte específica do seu corpo usando exercícios isolados para ela. Você pode reduzir a gordura comendo adequadamente, e seu corpo decidirá como ela será eliminada (ou seja, quais áreas ficarão magras primeiro e quais serão as teimosas). Todo corpo tem a própria programação genética e não há nada que se possa fazer para mudar isso. Todos temos nossas “zonas gordas”, que nos aborrecem o tempo inteiro e, no entanto, não há o que fazer com a genética. Conheço alguns homens que acumulam no quadril cada meio quilo que ganham, enquanto outros são felizardos e vêm seus quilos se empilhando mais no peito, nos ombros e nos braços, mais do que na barriga.


CIÊNCIA DA PERDA SAUDÁVEL DE GORDURA


comer menos do que você despende = perder peso


A perda de gordura é apenas uma questão de números, assim como ganhar musculatura. Não importa o que as pessoas lhe digam: chegar a um corpo enxuto se resume a nada mais do que lidar com uma fórmula matemática simples: energia consumida x energia despendida.
Perder gordura de maneira saudável, no entanto, não é simplesmente uma questão de só cortar calorias. Se você comer muito pouco, seu corpo entrará no “modo morrer de fome” e é claro que você perderá gordura, mas também perderá musculatura. Além disso, o pior de tudo é que sua taxa metabólica irá desacelerar, e assim que você começar a comer mais, rapidamente recuperará toda a gordura (e, às vezes, até mais do que tinha perdido). O que conduz ao regime do iôiô.
Portanto, sim, você precisará ficar de olho nas calorias. Sim, você se acostumará a sentir um pouco de fome (pelo menos nas primeiras duas semanas de redução calórica). Sim, você deverá manter a disciplina e pular a parte da sobremesa de todo dia. Mas, se fizer a “lição de casa” direitinho, conseguirá ficar absolutamente enxuto sem perder musculatura... e até ganhar mais um pouco de massa muscular


faça refeições menores e mais frequentes


as pessoas que consomem refeições menores e mais frequentes ao longo do dia têm mais sucesso em seu programa de perda de peso do que as que fazem menos refeições e maiores. Por quê? Porque quando as pessoas fazem apenas duas ou três refeições por dia, elas acham muito difícil controlar as calorias por causa da fome, que as faz comer demais. Fazendo de quatro a seis refeições ao dia, por outro lado, as pessoas acham muito mais fácil seguir o plano de dieta, porque nunca chegam realmente a ficar com muita fome.

use exercícios aeróbicos para queimar gordura

Eles podem acelerar a perda de gordura queimando calorias e acelerando a taxa metabólica,


COMO DETERMINAR METAS DE FITNESS QUE O MOTIVEM


Passo um: qual a aparência do corpo ideal para você?


Você precisa encontrar fotos que tenham exatamente a aparência que você quer ter e guardá-las para usar como referência futura. Pode parecer bobagem ficar na internet procurando fotos de homens “sarados”, mas é importante que tenha uma imagem visual exata de como quer que seu corpo fique.
O único caso no qual eu diria que esse programa não terá êxito é se você quiser ficar parecido com um halterofilista profissional.

Dois bons sites para pesquisar fotos de um corpo ideal para você são: SimplyShredded.com e BodySpace no BodyBuilding.com. Também estou montando uma pequena coleção no Pinterest, que você pode localizar acessando http://www.pinterest.com/mikebls


Passo dois: qual seria sua condição de saúde ideal?


Estipule aquela meta de saúde que lhe parece motivadora. A minha eu descrevo assim: ter um corpo com vitalidade, cheio de energia e força, livre de doenças, capaz de viver por muito tempo e que me permita permanecer ativo, desfrutando minha vida ao máximo. Para mim, a coisa toda se resume a isso. Quero ter uma vida longa, me sentir bem, ver meus filhos crescerem e nunca sofrer de uma doença debilitante. 

Passo três: por que você quer alcançar essas metas?


Pode ser que você queira aumentar sua autoconfiança; ou que queira praticar esportes com mais competência, ou extrair mais prazer de seus passatempos que são fisicamente exigentes.

Seja qual for o motivo que o inspira, apenas deixe-o registrado por escrito.

SE VOCÊ NÃO PUDER MEDIR, NÃO SABE O QUE ESTÁ ACONTECENDO


fato muito pertinente no caso do treinamento físico e da adoção de uma dieta alimentar. Se você puder medir seu progresso (ou a ausência dele) e expressar esse fato em números 
Se você não tem nenhuma maneira de mensurar seu progresso, então está fazendo as coisas às cegas e esperando que tudo dê certo no final. Uma das proteções mais eficientes contra ficar empacado num programa rotineiro e sem ganhos é manter um diário atualizado do treino e da alimentação.
 
Toda semana, sua meta é fazer apenas um pouco mais do que na semana anterior. Isso não quer necessariamente dizer trabalhar com pesos maiores, porque seria impossível aumentar o peso de todo exercício a cada semana. Isso também vale para repetições. Mais repetições acabam envolvendo mais peso, com o tempo. Por exemplo, se você trabalhou com 112,5 kg com 4 repetições na semana 1, com 5 repetições na semana 2 e com 6 na semana 3, deve estar em condições de chegar na semana 4 fazendo 4 repetições com 115 kg. Esse processo então recomeça e depois você sobe para 117,5 kg, 120 kg e assim por diante. É assim que se constrói a força: de repetição em repetição.
 
Se há algumas semanas você está empacado, é melhor dar uma espiada em como andam sua alimentação e seu descanso, porque alguma coisa está fora dos trilhos.
 
No caso de uma caderneta, anote uma série de coisas para cada dia de treino: quantas semanas desde a última vez em que tirou uma semana de descanso, assim como o dia, a data e a parte do corpo que você treinar naquele dia. Você também deve se pesar uma ou duas vezes por semana (de manhã, apenas com roupas de baixo, após usar o banheiro e de estômago vazio), anotando tudo na caderneta. Depois, faça uma lista dos exercícios que pretende realizar e estude o trabalho da semana anterior. Com isso, você avalia se está aumentando o número de repetições, se seu peso subiu esta semana
 
Faça o download de um aplicativo para seu iPOd ou telefone (eu gosto de FitnessFast, Gym Buddy e JEFit), 


___________________________________________


08 agosto, 2020

[Livro] Malhar Secar Definir (2013)/ Michael Matthews - Parte I


Foto de Li Sun no Pexels



  • Imagine se levantar todo dia de manhã, olhar no espelho e não poder evitar um sorriso de satisfação ao ver sua imagem. Imagine a injeção de autoconfiança que você vai sentir por não ter mais aquela barriga flácida, nem ser mais o “cara magrelo”, mas em vez disso ter uma barriga “tanquinho” e ter um corpo “sarado”.

 ERROS DA CONSTRUÇÃO DA MUSCULATURA 


 erro nº 1: mais sequências = mais crescimento


O básico é que, se seu programa de levantamento for montado corretamente, você pode registrar ganhos impressionantes de massa muscular praticando apenas de 45 a 60 minutos por dia.


erro nº 2: perder tempo com exercícios errados



  • Mudar regularmente o tipo de exercícios simplesmente não é necessário, porque o objetivo que você tem em mente limita os exercícios que você deve realizar. Se você pretende construir uma sólida base geral de musculatura, deve executar os mesmos tipos de movimento todas as semanas, num trabalho que deverá incluir exercícios de agachamento, levantamento terra, desde supino, uso de halteres, desenvolvimento com barra, entre outros.

  • Se fizer esses exercícios corretamente, sua força aumentará em alta velocidade e você ganhará massa muscular mais depressa do que achou que fosse possível. Se você já tem bastante experiência com levantamento de peso, e agora está interessado em esculpir alguns grupos musculares específicos por causa de alguma competição ou por razões estéticas, então deverá montar uma rotina de treinamento diferente, mas, novamente, as variáveis a serem consideradas são os pesos e as repetições, não um cardápio variado de exercícios.


erro nº 3: levantar peso como um bebê chorão



 “Malhar” do jeito certo é um pouco contrário ao nosso instinto. É uma atividade intensa e desconfortável. Às vezes você simplesmente não quer fazer aquele último exercício. 

Às vezes se arrepia só de lembrar que ainda tem mais uma série de agachamentos. Músculos doloridos podem ser uma fonte de aborrecimento. Às vezes as articulações e os tendões doem mesmo. 

No entanto, todas essas coisas são somente uma parte do jogo e, se você se forçar a perseverar e decidir que seu corpo IRÁ atingir as metas que você se estipulou, então terá grandes ganhos e ponto final.



erro nº 4: comer para continuar pequeno ou engordar 



Se você não comer calorias suficientes e não ingerir proteínas, carboidratos e gorduras ao longo do dia, você simplesmente não cresce. Não importa quanto você se empenhe nos levantamentos de peso; se você não comer o suficiente, não ganhará músculos como almeja. 

Por outro lado, se comer calorias em excesso, além de muitos carboidratos e gorduras ruins, e não souber como dimensionar suas refeições adequadamente, pode até aumentar a massa muscular, mas ficará escondido debaixo de uma feia e desnecessária manta de gordura. 

Quando você sabe como comer adequadamente, porém, pode ganhar músculos em quantidade espantosa continuando magro enquanto isso, e pode perder camadas de gordura ao mesmo tempo em que mantém ou até aumenta a massa muscular.



A VERDADEIRA CIÊNCIA DO AUMENTO MUSCULAR


  • os músculos crescem apenas se forem forçados a isso
  • os músculos crescem por sobrecarga, não por fadiga ou “inchando”

  • A sobrecarga. Os músculos precisam ter um motivo inconfundível para crescer, e a sobrecarga é o melhor deles. Isso quer dizer pesos grandes e séries curtas e intensas de repetições relativamente pequenas. Esse tipo de treino oferece o teor ideal de microlacerações para que haja ganhos em termos de força e aumento da massa, forçando o corpo a se adaptar.

  • os músculos crescem fora da academia

  • Algumas pesquisas demonstraram que, dependendo da intensidade do treinamento e de seu nível de condicionamento físico, o corpo leva de 2 a 5 dias para recuperar plenamente os músculos submetidos a treino com pesos. Você percebe isso quando desaparecem a sensação de músculos doloridos, ou inflamados, e o cansaço. Outro aspecto do descanso é o sono, naturalmente.
  • A quantidade de horas que você dorme desempenha um papel crucial no aumento da musculatura. Embora seu corpo produza o hormônio do crescimento ao longo de um ciclo de 24 horas, a maior parte dessa substância é produzida durante o sono, e essa é uma importante substância anabólica. Um bom conselho de ordem geral é que você durma o suficiente todas as noites para poder acordar se sentindo descansado e não se sentir cansado durante o dia. Dependendo da pessoa, isso pode significar dormir entre 6 e 12 horas todas as noites.


  • os músculos crescem apenas se forem alimentados adequadamente
  • Em resumo, sua dieta determina de 70% a 80% de sua aparência (musculoso, magrelo, em forma, flácido). Você pode fazer o treinamento físico mais adequado e proporcionar aos músculos todo o descanso necessário, mas se não comer corretamente você não vai aumentar a musculatura. Ponto final.


___________________________________________


30 junho, 2020

[Doc] Master of the Universe (2013)




Um ex-executivo do setor bancário privado da Alemanha, Rainer Voss, que entrou no negócio com o advento dos modernos sistemas de computadores, lembra seus anos de trabalho em algumas das principais empresas bancárias do mundo.

Voss, que chegou a ganhar mais de 100 mil dólares por mês, explica que sua vida era totalmente voltada ao trabalho e metade dos dias úteis do ano eram passados fora de casa, atendendo compromissos profissionais, muitas vezes em viagens internacionais.

Rainer menciona o quão fora da realidade ele viveu e como era a pressão por resultados: ele simplesmente não conseguia enxergar as consequências nos processos sociais das decisões que tomava (ele vivia em uma seletiva bolha que apenas envolvia colegas de trabalho, suas famílias, clientes e hábitos em comum). Além disso, era normal dormir no trabalho para cumprir prazos urgentes.

Ele explica um pouco da insanidade do mercado financeiro intencional, onde bancos especulam contra Estados e ainda ganham milhões ou bilhões em lucro com isso, em detrimento desses países e de seus cidadãos.

Infelizmente, por questões legais, ele não pode falar demais e nem ser específico sobre certas questões do seu passado, mas é claro que a postura anti-ética do mercado financeiro em assumir riscos absurdos é recompensada com lucros exorbitantes e ajuda governamental em caso de possível falência.

Voss, teve sorte de pegar o início da computadorização do setor financeiro: hoje ele vive de economias do tempo de alto executivo: sim ele atingiu a IF há muito tempo, pois nesse setor ninguém trabalha até se aposentar, mas é comum a empresa pagar cinco anos de salários antes da demissão. 

Atualmente, cada vez menos pessoas e cada vez mais inteligência artificial administra transações: é comum que bancos comprem participações em empresas por apenas 22 segundos com a finalidade de obter lucros astronômicos com apenas algumas casas depois da vírgula.

O filme apresenta um visual sóbrio e uma narrativa simples, mas eficiente em mostrar porque as crises acontecem: pouca gente lucra, mas o lucro é muito alto. E não há qualquer ingenuidade dos atores profissionais desse campo.

Recomendado.

Grande abraço!

______________________________________________

04 abril, 2020

[Livro] Roube como um artista: 10 dicas sobre Criatividade (2013) / Austin Kleon - Parte III

Photo by cottonbro from Pexels

Introdução 



Nada de surpreendente e talvez seja útil.


Conselhos Úteis




  • Eu diria que 90 por cento dos meus mentores e colegas não vivem em Austin. Eles vivem por aí. Conheço-os através da internet. Você não precisa morar em qualquer outro lugar.

  • Você não precisa morar em qualquer outro lugar além de onde você está para começar a se conectar com o mundo em que deseja entrar.

  • Viajar faz o mundo parecer novo, e quando o mundo parece novo, nosso cérebro trabalha com mais empenho.

  • A melhor maneira de superar seus inimigos na internet? Ignorá-los. A melhor maneira de fazer amigos na internet? Dizer coisas legais a respeito deles.

  • “Há só uma regra que conheço: Você tem que ser gentil.”

  • “Encontre a pessoa mais talentosa na sala e, se não for você, fique perto dela. Saia com ela. Tente ajudá-la.” Ramis teve sorte: A pessoa mais talentosa na sala era seu amigo Bill Murray. Se você alguma vez perceber que é a pessoa mais talentosa na sala, está na hora de achar outro lugar para você.

  • (É A ÚNICA MANEIRA DE TERMINAR UM TRABALHO.) “Seja constante e metódico na sua vida, para que possa ser violento e original no seu trabalho.”

  • “Filho, o negócio não é o dinheiro que você faz, é o dinheiro que você guarda.” Organize um orçamento. Viva dentro de suas possibilidades. Leve uma quentinha para o almoço. Guarde as moedinhas. Poupe o máximo que puder. Tenha a formação e a educação que precisa pelo preço mais baixo que achar. A arte de poupar dinheiro vem de dizer não à cultura do consumo. Diga não a apostas, a cafezinhos caros, e àquele novo computador bacana quando o seu antigo ainda funciona bem.

  • É melhor admitir que você estará vivo por um tempo. (É por essa razão que Patti Smith diz a jovens artistas para irem ao dentista.) Tome o café da manhã. Faça umas flexões. Faça longas caminhadas. Durma bastante.

  • Um emprego te dá dinheiro, uma conexão com o mundo e uma rotina. Ficar livre de estresse financeiro também significa liberdade para a sua arte. Como o fotógrafo Bill Cunningham diz: “Se não há dinheiro envolvido, eles não podem te dizer o que fazer.”

  • A pior coisa que um emprego faz é tirar seu tempo, mas ele recompensa ao dar uma rotina na qual você pode reservar um horário fixo para suas buscas criativas. Estabelecer e manter uma rotina pode ser ainda mais importante do que ter muito tempo. A inércia é a morte da criatividade. Você tem que manter o ritmo. Quando sair do ritmo, começará a temer o trabalho, porque sabe que ficará uma droga por algum tempo – ficará assim até você voltar ao pique. A solução é muito simples: Veja que horário você pode arranjar, qual tempo pode roubar, e fique atento à sua rotina. Faça o trabalho todo dia, não importa o que aconteça. Nada de feriados, nada de dias de cama. Não pare. Provavelmente, o que você irá descobrir é que o corolário da Lei de Parkinson frequentemente é verdade: O trabalho é concluído no tempo disponível.

  • Assim como você precisa de um registro dos acontecimentos futuros, precisa também de um registro dos acontecimentos passados. Um diário de bordo não é necessariamente um diário íntimo ou uma agenda, é como um pequeno livro onde você lista as coisas que faz todo dia. Em qual projeto trabalhou, onde foi almoçar, a qual filme assistiu. É bem mais fácil do que manter um diário detalhado, e você ficará surpreso com o quanto um diário de registros como esse pode ser útil, especialmente ao longo de vários anos. Os pequenos detalhes ajudarão você a lembrar-se dos grandes detalhes.

  • Escolher com quem se casar é a decisão mais importante que você tomará. E “case bem” não vale só para seu parceiro ou parceira de vida, mas também para as pessoas com quem faz negócios, cria amizades, quem você escolhe encontrar. Relacionamentos já são difíceis o suficiente, mas é preciso uma pessoa realmente incrível para se casar com alguém obcecado com busca criativa. Várias vezes é preciso que ela seja empregada, cozinheira, palestrante motivacional, mãe e editora – tudo de uma vez. Um bom parceiro ou parceira te mantém com os pés no chão.

  • Nada é mais paralisante do que a ideia de possibilidades ilimitadas. A ideia de que você pode fazer qualquer coisa é apavorante. A maneira de superar bloqueios criativos é simplesmente se impor algumas restrições. Parece contraditório, mas quando o assunto é trabalho criativo, limitação é liberdade. Componha uma música no seu intervalo de almoço. Pinte um quadro com uma única cor. Comece um negócio sem qualquer capital de empresas start-ups. Faça um filme com seu iPhone e alguns amigos.

  • No fim das contas, criatividade não é apenas o que escolhemos usar, são as coisas que escolhemos deixar de fora.

Conclusão 


Livro legal, mas não essencial.

Grande abraço!

________________________________________________________________________


Anexo - Livros indicados


  •  HYDE, LEWIS, A DÁDIVA – COMO O ESPÍRITO CRIATIVO TRANSFORMA O MUNDO . 
  • MCCLOUD, SCOTT, DESVENDANDO OS QUADRINHOS . 
  • LAMOTT, ANNE, PALAVRA POR PALAVRA, INSTRUÇÕES SOBRE ESCREVER E VIVER . 
  • CSIKSZENTMIHALYI, MIHALY, APRENDER A FLUIR . 

29 março, 2020

[Livro] Roube como um artista: 10 dicas sobre Criatividade (2013) / Austin Kleon - Parte II

Photo by cottonbro from Pexels


 


  • Em algum momento, você terá que passar da imitação dos seus heróis para a emulação deles. Imitação tem a ver com copiar. Emulação é quando a imitação dá um passo adiante e ganha sua própria forma.

  • No fim das contas, a mera imitação de seus heróis não é homenagem. Transformar o trabalho deles em algo seu, sim, é homenageá-los. Dando algo ao mundo que só você poderia conceber.

  • O melhor conselho que tenho a dar não é que você escreva sobre o que você conhece, é que escreva o que gosta.

  • O manifesto é esse: Desenhe a arte que você quer

  • O manifesto é esse: Desenhe a arte que você quer ver, comece o negócio que quer gerir, toque a música que quer ouvir, escreva os livros que quer ler, crie os produtos que quer usar – faça o trabalho que você quer ver pronto.

  • “Em nossa era digital, não esqueça de usar suas digitais!” Suas mãos são os dispositivos digitais originais. Use-as.

  • Sabe aquela frase, “pôr o corpo para trabalhar”? Isso é o que há de tão legal na criação: Se simplesmente começarmos a nos movimentar, se arranharmos um violão, ou embaralharmos anotações e recados numa mesa de reunião, ou começarmos a modelar barro, a ação dispara nosso cérebro e o leva a pensar.

  • Quando chegou a hora de organizar Newspaper Blackout, eu escaneei todos os poemas e os imprimi pequenos, cada um do tamanho de um quarto de uma folha de papel. Então os espalhei pelo meu escritório, rearranjei em pilhas e depois em um monte cuja ordem copiei de volta para o computador. Foi assim que o livro foi feito – primeiro mãos, depois computador, depois mãos e depois computador. Um tipo de loop analógico-digital.

  • Experimente: se você tem o espaço necessário, arrume duas estações de trabalho, uma analógica e outra digital. Mantenha fora de sua estação analógica qualquer coisa eletrônica. Pegue um trocado, vá até a seção de material escolar da loja mais próxima e leve papel, canetas e bloquinhos adesivos. Quando voltar à sua estação analógica, finja que é a hora do ofício. Rabisque no papel, corte-o e cole os pedaços de volta. Fique de pé enquanto trabalha. Com tachinhas, prenda coisas nas paredes e procure por padrões. Espalhe coisas pelo seu espaço e se embrenhe nelas fazendo uma seleção.

  • Assim que começar a ter suas ideias, você poderá se mudar para a sua estação digital e usar o computador para ajudá-lo a executá-las e publicá-las. Quando começar a perder o pique, volte para a estação análógica e brinque.

  • São os projetos paralelos que realmente decolam. Projetos paralelos são as coisas que você pensou que eram apenas distrações. Coisas que são só brincadeiras.

  • Acho que é bom ter vários projetos caminhando ao mesmo tempo para que você possa saltar entre eles. Quando enjoar de um projeto, pule para outro, e quando estiver enjoado deste, pule para o projeto anterior. Pratique a procrastinação produtiva.

  • Reserve tempo para ficar entediado.

  • Se está sem ideias, lave a louça. Faça uma longa caminhada. Fique olhando para um ponto na parede o máximo de tempo que puder.

  • Se você ama coisas diferentes, continue passando tempo com elas. “Deixe-as conversando entre si. Algo começará a acontecer.” O negócio é: você pode cortar algumas paixões da sua vida e focar somente em uma, mas depois de um tempo, começará a sentir a dor da amputação.

  • É importante ter um hobby. Um hobby é algo criativo que é só para você. Você não tenta ganhar dinheiro ou ficar famoso com isso, faz apenas porque o deixa feliz. Um hobby é algo que dá e não tira.

  • Não jogue fora nenhuma parte sua. Não se preocupe com um grande projeto ou uma visão unificada do seu trabalho. Não se preocupe com unidade – o que unifica seu trabalho é o fato de que você o fez. Um dia, você vai olhar para trás e tudo fará sentido.

  • Faça um bom trabalho e compartilhe-o com as pessoas.
  • Quanto mais aberto você for para compartilhar suas paixões, mais próximas as pessoas se sentirão do seu trabalho.
  • Quando você abre as portas do seu processo e convida as pessoas para que o acompanhem, você aprende.
 

22 março, 2020

[Livro] Roube como um artista: 10 dicas sobre Criatividade (2013) / Austin Kleon - Parte I

Photo by cottonbro from Pexels

Introdução 




É um livro curto, como muitos conselhos simples e bem legal para uma leitura introdutória no tema.



Nada de surpreendente e talvez seja útil.


Conselhos Úteis





  • Todo artista ouve a pergunta: “De onde você tira as suas ideias?” O artista honesto responde: “Eu roubo.” Como um artista olha para o mundo? Primeiro, você descobre o que vale a pena roubar, depois você segue para a próxima etapa. Isso é tudo. Quando você olha para o mundo dessa maneira, para de se preocupar com o que é “bom” e o que é “ruim” – há apenas coisas que valem a pena ser roubadas e coisas que não valem. Tudo pode ser afanado. Se você não acha que alguma coisa merece ser roubada hoje, pode achar que vale a pena roubá-la amanhã ou daqui a um mês ou daqui a um ano.
  • Um bom artista entende é que nada vem do nada. Todo trabalho criativo é construído sobre o que veio antes. Nada é totalmente original.
  • Todo trabalho criativo é construído sobre o que veio antes. Nada é totalmente original. Está lá na Bíblia: “Não há nada de novo debaixo do sol.” (Eclesiastes 1:9)

  • “Tudo que precisa ser dito já foi dito. Mas, já que ninguém estava ouvindo, é preciso dizer outra vez.”

  • “O que é originalidade? Plágio não detectado.”

  • “Roube qualquer coisa que ressoe em você, que inspire ou abasteça sua imaginação. Devore filmes antigos, filmes novos, música, livros, pinturas, fotografias, poemas, sonhos, conversas aleatórias, arquitetura, pontes, sinais de rua, árvores, nuvens, bacias hidrográficas, luz e sombras. Para roubar, selecione apenas coisas que falam diretamente à sua alma. Se você assim fizer, seu trabalho (e furto) será autêntico.”

  • Mastigue um pensador – escritor, artista, ativista, alguém exemplar – que você realmente ame. Estude tudo que há para se conhecer sobre esse pensador. Em seguida, encontre três pessoas que esse pensador amou e descubra tudo sobre elas.
  • A melhor coisa a respeito de mestres mortos ou distantes é que eles não podem recusá-lo como aprendiz. Você pode aprender o que quiser com eles. Eles deixaram seus planos de aula em suas obras.
  • Carregue um caderno e uma caneta com você aonde quer que vá. Acostume-se a sacá-los e a tomar nota dos seus pensamentos e observações. Copie suas passagens favoritas dos livros. Grave conversas que ouviu por aí. Rabisque enquanto fala ao telefone.
  • É no ato de criar e de fazer nosso trabalho que descobrimos quem somos.

  • Pergunte a qualquer um que esteja fazendo um trabalho verdadeiramente criativo, e ele dirá a você a verdade: Não sabe de onde as coisas interessantes vêm. Ele apenas está lá fazendo o trabalho dele. Todo dia.
  • Copiar é engenharia reversa. É como um mecânico removendo partes de um carro para ver como ele funciona. “Comece copiando o que você ama. Copie copie copie copie. Ao final da cópia, você encontrará a si mesmo.”
  • Aprendemos a escrever copiando o alfabeto. Músicos aprendem a tocar treinando escalas. Pintores aprendem a pintar reproduzindo obras-primas. Lembre-se: Até os Beatles começaram como uma banda cover.
  • “Aqueles que não querem imitar nada, produzem coisa alguma.”
  • “Se há uma pessoa que te influencia, todos dirão que você é o seu sucessor. Mas se você rouba de cem pessoas, todos dirão que você é muito original!”
  • A razão de copiar seus heróis e o estilo deles é que assim você talvez vislumbre o que vai em suas mentes. É isso o que você realmente quer – internalizar o modo como eles olham para o mundo. Se você apenas mimetizar a aparência do trabalho de alguém sem entender de onde ele brota, seu trabalho nunca será mais do que uma farsa. IMITAÇÃO NÃO É BAJULAÇÃO.

27 novembro, 2019

[Livro] Como ter sorte: Treze técnicas para descobrir e aproveitar grandes oportunidades profissionais (2013)/ Max Gunther

Photo by Luriko Yamaguchi from Pexels



A - Introdução


Não basta ser bom. 


Você precisa ter sorte também.O primeiro passo para controlar sua sorte é reconhecer que ela existe.

Nesse resumi os macetes para ter mais sorte na vida.

B - Lições (Técnicas para o Posicionamento de Sorte)


Parece que as pessoas de sorte, caracteristicamente, organizam suas vidas de tal forma que estão em posição de experimentar a boa sorte e evitar a má.

1 - Faça a distinção entre a sorte e planejamento


Se você quiser ser um vencedor, precisa ficar ciente do papel que a sorte desempenha em sua vida. Quando um resultado desejado é concretizado por sorte, é preciso reconhecer esse fato. 

Não tente se convencer de que o resultado foi alcançado porque você era inteligente. Nunca confunda sorte com planejamento. Se fizer isso, certamente vai garantir que sua sorte, a longo prazo, será ruim.

Quando você estiver em uma maré de vitórias, estará seguro, desde que enxergue claramente que parte dela foi provocada por planejamento e parte por sorte. Ignorar o papel da sorte é receita certa para o azar. Na verdade, a tendência de cometer esse erro é uma das características mais notáveis dos cronicamente azarados: os perdedores da vida.

A personalidade sortuda evita cair nessa armadilha. Isso não quer dizer que ela deva evita correr riscos. (...) O que de fato significa é que essa personalidade de sorte, ao entrar em determinada situação e perceber que ela é governada ou altamente influenciada pela sorte, deliberadamente assume uma posição flexível, pronta para seguir um caminho ou outro, dependendo do dependendo do desenrolar dos eventos.

Quando a desgraça se abater, examine o caso desapaixonadamente. Talvez tenha sido totalmente ou em grande parte parte culpa sua. Talvez você tenha feito algo estúpido  ou careça de algumas habilidades que poderiam tê-lo salvado. Por outro lado, pode ser que o evento tenha sido 90% determinado pela sorte. Se esse for o caso, não tenha vergonha de dizer isso.

2 - Encontre o Caminho Rápido


Procure o caminho mais rápido, onde os eventos fluem mais rápido. Viva cercado de pessoas e eventos. Se você é um eremita, nada acontece na sua vida; se você é o extremo oposto, tudo acontece. Mergulhe nos eventos. (...) A personalidade de sorte conhece todos a sua volta: ricos e pobres, famosos e humildes, sociáveis e até os metidos e os mal-humorados.

Quer você pretenda entrar para o mundo do cinema ou simplesmente conseguir um emprego mais bem remunerado ou emocionante, a regra é a mesma. procure o caminho mais curto, onde os eventos fluem mais rápido. (...) aqueles que ficam sem opções são, muitas vezes, os que acabaram se tornando isolados.

Nem todos conseguem ser alegria da festa. Alguns de nós são mais tímidos do que outros. Porém, todos podemos ser simpáticos e ter ma atitude sempre aberta e flexível. Podemos permanecer ativos. a pior coisa que você pode fazer é sair de cena, abandonar a rede de amizade e conhecidos em casa e no trabalho. Se você não estiver na rede, ninguém jamais vai se lembrar de você.
(...) Atividades em grupo são ideais: participação em corais ou grupos de defesa de ideais políticos, sejam quais forem seus interesses. Se você é adepto de uma busca solitária, como colecionar selos, pelo menos tente participar de clubes e convenções dedicados ao hobby. Além disso, vá a festas. Dê festas. Participe de comícios. Ou de manifestações. Se você se exercita para manter a forma, não o faça sozinho; entre para uma academia. (...) Eu nunca conheci nenhum sortudo que fosse recluso ou solitário. 

(...) Essas pessoas reconhecem seu rosto e gostam de conversar com você sobre o tempo ou os preços dos alimentos. Você não é um estranho, mas a relação entre vocês não vai muito além disso. Elas não sabem seu nome nem nada sobre você, por isso é pouco plausível imaginar que poderiam algum dia contribuir para sua sorte de alguma forma significativa. Para fins de nossos estudos sobre a sorte não vamos incluir esses contatos muitos frágeis em nossa definição de "elos fracos". (...) são os 'elos fracos" dos quais estamos falando: pessoas que você conhece pelo primeiro nome, mas que não classificaria como amigos íntimos ou parentes.

Para ser identificado como alvo da sorte, você deve se empenhar para ser conhecido por aqueles que são seus elos primários na rede. Esses ainda podem ser o que chamamos de elos "fracos", mas devem ser, pelo menos, fortes o suficiente para que as pessoas saibam quem você é, o tipo de trabalho que faz, quais são seus interesses, que tipo de recompensa você procura na vida.

É necessário que elas saibam o que você consideraria um golpe de sorte.

3 - Procure avaliar os riscos


Existem duas maneiras quase certas de ser um perdedor na vida. Uma delas é assumir riscos idiotas, ou seja, riscos desproporcionais às recompensas almejadas. E a outra é não assumir risco algum. Pessoas de sorte evitam dois extremos. Elas cultivam a técnica de correr riscos de forma cuidadosamente ponderada.

A necessidade de correr riscos se estende a todas as áreas da vida. Apaixonar-se, por exemplo. Se você quer experimentar as alegrias desse tipo de relacionamento, precisa estar disposto a enfrentar as possíveis mágoas também. Precisa estar disposto a assumir um compromisso emocional que pode acabar ferindo-o. É exatamente como jogar na loteria: se você não apostar, nunca poderá ganhar.

É essencial estudar as relações risco-recompensa. Quando determinado risco é pequeno e a potencial recompensa é grande, vale a pena assumir os risco e, assim, posicionar-separa vencer. (...) Nem todas as situações são assim tão bem definidas, é claro. Na verdade, poucas são. A vida é uma combinação de escolhas nebulosas. Uma característica das pessoas consistentemente sortudas é que elas conseguem avaliar bem as relações risco-recompensa, mesmo em meio à confusão e à ambiguidade. (...) E existem também aquelas pessoas que cometem o erro oposto: assumir grandes riscos para pequenos ganhos.

O objetivo é se acostumar com ideia de correr riscos e ficar à vontade com a visão de si mesmo como um tomador de risco prudente

Corra alguns riscos em sua vida pessoal. Fuja da rotina - muito comum, por sinal - de automaticamente se afastar de todo tipo de risco. Em vez disso, avalie o risco e determine se ele é realmente tão grande quanto você supõe. Se for, e se a recompensa esperada for pequena, então tudo bem, não assuma o risco. Mas se for pequeno e a recompensa potencial for grande, não hesite e faça a aposta.

Esse tipo de avaliação de risco pode se tornar importante em todos os tipos de situações. Casos de amor, amizades e relacionamentos de negócios potencialmente grandiosos, em geral, começam com a necessidade de assumir algum risco em relação à outra pessoa.

Não importa como você define o sucesso, o risco é um ingrediente necessário de qualquer vida bem-sucedida. O risco coloca você em posição para vencer.



4 - Saiba a hora de parar


"Não abuse da sorte", diz o velho ditado. somente os sortudos realmente o que isso significa.

Como quase todos os sortudos percebem instintivamente ou aprendem com a experiência, as marés de sorte sempre terminam mais cedo do que você espera. às vezes, essas marés são longas; muito mais frequentemente, são curtas.  Como a agente nunca pode prever quando elas vão acabar, a única coisa sensata a fazer é preservar seus ganhos caindo fora no início do jogo. É sempre melhor supor que a maré de sorte será breve. Nunca tente forçar a barra. Não abuse da sorte.

Claro, haverá momentos em que você vai se arrepender de tê-lo feito. A maré de sorte continuará sem você, e você vai ficar com inveja, assistindo a todos os felizes jogadores que continuaram no jogo. Todavia, estatisticamente, tais resultados sombrios tendem a não acontecer com tanta frequência.
Ou seja, você ficará grato por ter caído fora antes muito mais vezes. As pessoas ficarão intrigadas quando você sair, vão chamá-lo de bobo e tentarão convencê-lo a continuar apostando. "A maré ainda vai continuar!", eles dirão. "Olhe só como você está perdendo toda a diversão!" E, então o barco afunda.

Uma característica peculiar dos genuinamente sortudos - pelo menos parece peculiar até você analisá-la -  é que muitas vezes eles parecem pessimistas. Porém, não é pessimismo; é só uma questão de saber parar. É uma abordagem racional a um mundo de eventos imprevisíveis e incontroláveis.


5 - Escolha a sorte


Ao entrar em qualquer novo empreendimento - um investimento, emprego ou romance - você não tem como saber seu desfecho. Por mais cuidadoso que sejam seus planos, não é possível saber como eles serão afetados pelos eventos imprevisíveis e incontroláveis que chamamos de sorte. 

Um das razões pelas quais escolher a sorte é tão difícil para a maioria das pessoas é que quase sempre envolve a necessidade de abandonar parte de um investimento. O investimento pode ser na forma de tempo, compromisso, amor, dinheiro ou qualquer outra coisa. seja o que for, você deixa uma parte dele para trás quando descarta uma mão ruim. 

A reação de sorte é esperar um tempo e ver se os problemas podem ser resolvidos ou se vão embora, e então, se a resposta for não, pular fora. Reduza as perdas ao máximo. Isso é o que os sortudos normalmente fazem. Para colocar de outra forma, eles têm condições de escolher a própria sorte. Atingidos pela má sorte, eles a descartam, libertando-se para procurar melhor sorte em outro empreendimento.


6 - Siga o caminho tortuoso


As pessoas de sorte, em geral, não seguem uma linha reta em direção a seus objetivos. Elas não só se permitem ter distrações como as recebem de braços abertos. Suas vidas não são linhas retas - são caminhos tortuosos.

Os sortudos, alertas à distinção entre sorte e planejamento, estão cientes de que a vida sempre vai ser um mar turbulento de oportunidade deslocando-se aleatoriamente em todas as direções. Se você colocar antolhos em si mesmo para que possa ver apenas em frente, perderá quase tudo.

Planos de longo prazo não são realmente prejudiciais, mas é importante não levá-los muito a sério. Um plano pode ser usado como uma espécie de guia para o futuro, mas nunca devemos deixar que ele se transforme em lei. Se surgir algo melhor, você deve estar pronto para abandonar o plano antigo, imediatamente e sem arrependimento.


7 - Sobrenaturalismo construtivo


Ser supersticioso não faz mal, desde que você não use a superstição como substituto para o pensamento" - Charles Goren

(...) não deveria importar tanto na teoria da sorte se você acredita em Deus ou em uma comissão de deuses, ou em números da sorte, ou em absolutamente nada. Porém, eis um fato peculiar. As pessoas sortudas tendem a ser sobrenaturalistas como grupo. Algumas são devotas de religiões, enquanto outras têm as mais estranhas superstições.

Obviamente, é bom evitar os cultos sinistros, mas não tenha medo de dar uma olhada em sistemas dos quais a maioria das pessoas ridiculariza. Todas as crenças sobrenaturais são ridicularizadas, incluindo as grandes religiões. 

Talvez ninguém conheça a grande verdade sobre Deus e o mundo, e os pontos de vistas são analisados por cristãos, judeus, muçulmanos ou por qualquer outro - ou por ninguém. Um monte de gente diz que conhece a verdade, mas não a conhece; apenas espera que seja assim. E nem todo mundo está convencido de que exista um ser como Deus ou se ele ou ela ganha na loteria ou consegue um emprego.

Todavia na teoria da sorte, isso não tem importância. Números da sorte são uma boa ideia. São divertidos e têm a vantagem de serem simples. Eles podem formar um sistema complicado (se você quiser, mas também podem ser reduzido à escolha de um ou dois números da sorte. Especialmente  por essa razão, é minha escolha pessoal como ajuda sobrenatural.


8 - Faça a análise do pior caso


O jogador amador reza para que as cartas sejam boas ou espera que isso aconteça. Isso é otimismo, e não ganha jogo de cartas. O profissional, por outro lado, estuda como ele vai se salvar quando as cartas forem ruins. (...) Otimismo significa esperar o melhor, mas a boa sorte envolve saber como você vai lidar com o pior.
Ao entrar em qualquer situação nova - um emprego, um relacionamento pessoal, um negócio - a pessoa de sorte aplicará a Primeira Técnica. Ela fará uma clara distinção entre planejamento e sorte: 

"Essa situação está apenas parcialmente sob meu controle. A boa sorte ou a má sorte - eventos não criados por mim - poderiam fazê-la amadurecer em algo bom ou apodrecer"

Tendo isso em mente, o indivíduo com sorte, em seguida, aplica uma análise de pior caso.

"Sei que essa situação pode dar errado. Agora tenho de perguntar como pode dar errado. Qual é o pior resultado possível? Ou se houver dois ou mais resultados "piores", quais são eles? Como será a pior das hipóteses? E se o pior acontecer, o que vou fazer para me salvar?"

Essa atitude é o oposto de ser relaxado.


9 - Mantenha a boca fechada

"Sempre me arrependi de minhas palavras, mas nunca de meu silêncio"

- Publilius Syrus


('...) nossos caminhos pela vida são determinados em grande medida por eventos fora de nosso controle, que é exatamente a definição que criamos da sorte. Não podemos controlar o fluxo desses eventos nem prever quais serão eles. Porém, sabemos que vão ocorrer. Várias vezes estaremos lidando com o inesperado. Assim sendo, a melhor estratégia pareceria ser a de flexibilidade máxima: mantendo-nos livres para lidar com esses eventos desconhecidos da maneira que parecer apropriada no momento.

O problema de falar demais é que isso pode restringir esse valiosa liberdade e flexibilidade. Falar pode amarrá-lo, trancá-lo em posições que parecem certas hoje, mas podem estar erradas amanhã.


(...) as palavras podem voltar para assombrá-lo. O silêncio quase nunca volta.

Isso não significa que você deve se transformar em uma estátua de pedra. A segunda técnica exige que você esteja em contato com muita gente, e isso requer comunicação. Além do mais, há momentos em que os eventos nos forçam a tomar uma posição e defender pontos de vista enfaticamente.


a lição dessa nona técnica é que os mais sortudos se protegem contra conversas desnecessárias. Eles são particularmente cuidadosos ao falar de assuntos que têm grande importância pessoal para si mesmos. Eles revelam apenas o necessário. Não se colocam em determinada posição a não ser que haja um forte motivo para fazê-lo. (...) evite falar desnecessariamente sobre seus problemas, planos e sentimentos. Quando não há uma boa razão para dizer algo, não diga nada.

Evitando a comunicação excessiva, as pessoas de sorte não precisam explicar e justificar as ações o tempo todo.


10 - Saiba reconhecer uma "não lição"


Existem experiências na vida que parecem ser lições, mas não são. Uma característica notável das pessoas de sorte é que elas sabem o que é supérfluo.

(...) Quando os resultados são provocados por eventos aleatórios que não estão sob o controle de ninguém  - eventos que poderíamos definir coletivamente como sorte - é preciso ter muito cuidado ao determinar que lições podem ser extraídas deles. O habito de derivar lições falsas dos acontecimentos aleatórios na vida é uma característica das pessoas azaradas.


As "não lições" em geral são resultado de generalizações injustificadas. Um certo tipo de evento acontece algumas vezes associado co um certo tipo de pessoa, e você faz uma generalização abrangente para incluir todas as pessoas daquele tipo. Muitas feministas, por exemplo, são mulheres que, por azar, tiveram várias experiências negativas com os homens. A generalização: "Nenhum homem é confiável." Ou: "Todos os homens são essencialmente estupradores". Da mesma forma, todo homem divorciado é rancoroso em relação ao sexo oposto. "Nunca confie em uma mulher. Se ela tiver oportunidade, vai roubar-lhe até seu último centavo."

Outro tipo de "não lição", tão comum quanto essa, mas menos óbvia, vem da crença de que a história se repete. Quem acredita nisso pensa, como corolário, que é possível aprender lições detalhadas para enfrentar o futuro estudando o passado.


A história simplesmente não se repete. Por que deveria? A história é o produto do que bilhões de homens e mulheres estão fazendo, pensando e sentindo em determinado momento. Está em fluxo constante. é totalmente imprevisível. Lições? Como afirma Henry Ford: "A história é bobagem."


11 - Aceite um universo injusto


"Nunca espere nada. Tudo pode acontecer, por mais ultrajante que pareça. E qualquer coisa pode não acontecer por mais que você ache que deva."

- Alvaro Cruz 

O fato é que a justiça é um conceito humano. O restante do universo desconhece esse conceito por completo. 


(...) se você contrair uma doença fatal ou ganhar uma bolada na loteria, não procure a mão de Deus nisso. Deus não o causou. Nada o causou.  Simplesmente aconteceu.

O azar já é difícil o suficiente de aceitar quando você o reconhece como tal. Quando você se culpa por isso, pode acabar se destruindo.


Nunca entre em um empreendimento pensando que ele vai dar certo porque você "merece". Essa é uma expectativa comum das pessoas sem sorte. O universo não está interessado no que você merece.
Somente quando não houver pista nenhuma ou quando pistas de igual peso parecem apontar em direções opostas você deve confiar seu destino a qualquer processo irracional de tomada de decisões, como qualquer noção de justiça.




12 - Aprenda a ser malabarista


Gente de sorte sempre parece ter muitos empreendimentos ao mesmo tempo. Mesmo no auge do sucesso em um empreendimento importante, tal como a própria carreira, a pessoa de sorte geralmente terá iniciativas de menor escala em andamento ou em fase de preparação ou estudo - por vezes, com desconcertante variedade


Isso representa uma forma de proteção, para o caso de o empreendimento principal ser atingido pela má sorte - o que pode acontecer de forma inesperada a qualquer momento, como todo sortudo sabe.

A Décima Segunda Técnica está intimamente ligada com a Segunda - Encontre o caminho rápido - e a Sexta - Siga o caminho tortuoso. Tomadas em conjunto, ela podem mantê-lo ocupado.



13 - Encontre seu par perfeito



O par perfeito é mais do que apenas um amigo. Um amigo é alguém de quem você gosta e com que se diverte. Pode ser até que o sentimento de amizade seja tão profundo a ponto de merecer o nome de amor. Contudo, se essa pessoa não mudar objetivamente o curso da sua vida e a natureza de sua sorte, então "amigo" é a única palavra certa.

 Um cônjuge não é necessariamente um par perfeito. É sentimental e agradável falar sobre o cônjuge como o par perfeito - "Eu nunca teria conseguido vencer sem ela" - , mas, na realidade objetiva, tais afirmações talvez sejam verdade apenas em sentido limitado.

Como você encontra seu par perfeito? Isso geralmente acontece por pura sorte (...). Em alguns casos, os pares perfeitos se unem em parte porque um sai em busca do outro. A sorte sempre desempenha um papel significativo, mas o fato de as pessoas estarem realmente buscando encontrar o parceiro ideal tende a aumentar as chances de sucesso.


C - Conclusão 


Um ótimo livro.

Recomendo

Grande abraço!

___________________________________________________________