Arquivos

30 setembro, 2021

Relatório Setembro (2021)

Foto de Sharad Kachhi no Pexels
Layout inspirador

   


  Confira o relatório de 2020 2019


Carreira


  •  Estudo Profissional:  cansei de estudar (pra concurso) novamente. Não tenho mais motivação pra isso. Sigo pela lei do menor esforço nessa categoria.
  •  Estudo Pessoal:  sigo no caminho do desenvolvimento pessoal, estudando regularmente. Reencontrei o prazer de escrever à mão em um caderno. Copio os trechos de mais gostei dos livros que li e dessa maneira encontro uma segunda oportunidade de refletir sobre leituras anteriores.

   




Corpo


Treinamento...


  •  Barras: centenas de movimentos (agora fazendo aberta e fechada)
  • Paralelas: centenas
  • Abdominais: centenas
  • Outros exercícios: centenas
  • Cardio: fiz vários de 30-40 minutos ao ar livre esse mês, com ou sem foco em ladeiras
  • Lesões: senti um pouco a lombar (hérnia de disco). Diminuí os exercícios, mas sigo treinando um treino de baixo impacto na coluna.
 "Para uma lesão grave, como uma tendinite ou um músculo rompido, acredito que você deva começar a treinar o músculo novamente 3 vezes por semana com apenas 10% de sua intensidade. Faça 1 ou 2 séries de 15-25 repetições de alguns exercícios com 10% do peso que você usaria normalmente. A cada semana, você aumenta a intensidade em cerca de 10%, aumenta gradualmente o número de séries e diminui a frequência dos exercícios. Quando a intensidade do seu treinamento estiver de volta a 50%, reduza a frequência dos seus exercícios para uma vez por semana, mas mantenha 4 dias após o seu treinamento uma sessão de treinamento muito leve de algumas séries com apenas 20% de intensidade para acelerar o recuperação de seu treino de alta intensidade. Se tudo correr bem, você deve voltar a 100% da intensidade após cerca de 3 meses." (True Natural)
 

Finanças

    
Escadinha do CDI (Quero virar Vagabundo)





  • Reserva de emergência - ok
  • Processo Judicial: aguardando inventário ...quase 3 anos, eita judiciário.
  • Orçamento doméstico: dentro do razoável - ativo X passivo ou dívidas/cartão de crédito.
  • Crise financeira do Covid: não mudei em nada minha maneira de investir.
  • Doação (caridade): - ok
  • Aporte: em ativos (FIIs/ações)  - ok

 

Hobbies

  
Evangelion: top.

cofrado via AmazonBR -
 Fera clássico dos X-men


 
Parodius: redescobrindo o PSX, muito bom



Mente 

 

  • lendo quase todos os dias livros e/ou gibis ou vendo vídeos pelo youtube/vimeo etc sobre:




Organização 




suporte para fone de ouvido: finalmente
achei um modelo básico (discreto) sem preço extorsivo
   


Social 

   
Álbum "Brasil" (1989) - o que mudou desde então?



Nós tamo sem dinheiro, sem educação
Nós tamo sem emprego, tamo sem condição
Quem é acomodado, finge que não vê
E vive rebolando e assistindo a TV (Ratos do Porão)

  • Família: 

    • Tenho uma cunhada na casa dos 30 que anda com dor nas costas: fez uma massagem com especialista e a dor passou. Duas semanas depois a dor voltou. A pessoa não entende que sedentarismo é quase uma doença? Nosso hardware (corpo) é o de um caçador-coletor. Não adianta querer viver sem atividade física. Essa mesma cunhada ficou diabética recentemente junto com o marido (eles tem quase a mesma idade). Tipo de gente que não tem preocupação em comer cuscuz com Coca-Cola antes de dormir. Nem adianta falar:  comem muita porcaria e não tão nem aí.

  •  Trabalho: 

    • Sigo em home office, na maior parte do tempo. Nos dias presenciais, sigo organizando com prazer o caos do arquivo/depósito da repartição: é quase uma prática meditativa, hehe

mesmo de sempre...

 
  • Lazer:  
    •  NormalNetflix (rachado com parentes) ou Prime Video + pizza ou hambúrguer artesanal (viciante) + suco de uva 100% puro  + Nibs de cacau 70%  e/ou abacaxi in natura =  FDS de boa
 

Transcendência



Após 60 anos de convivência, vovô fez a primeira refeição sozinho. A primeira vez que entrou em casa e não viu a vovó, apesar de suas roupas no varal e no armário. A primeira vez que abriu a dispensa e viu as comidas dela. A primeira vez que teve de ir ao mercado e se virar, já que ele “não sabia escolher frutas e legumes direito” (palavras de vovó pra mim, antes de partir). A primeira vez que deitou na cama e ela pareceu grande demais. O primeiro aniversário sem vovó a ser a primeira a lhe dar parabéns e a última a dar “boa noite”. Foram dias difíceis, até que subitamente, veio a primeira vez que sentiu dores e teve de ir ao hospital sozinho. Lá ficou por um dia e teve uma parada cardio-respiratória. Não que ele fosse extremamente saudável, mas não era a hora dele. Não era. (Aposente Cedo)

 



  • a vida não tem sentido: o sentido é viver.
  • quando penso em seguir outra religião: 
  • desisto (ninguém vai levar 10% do meu salário enquanto tenta me vender o paraíso. As igrejas evangélicas/católicas estão mortas e ainda não perceberam).

  
BILL BRAMHALL

 
    
__________________________________________________

:)



20 comentários:

  1. Scant, imagino que você tenha um bom salário. Já é servidor público, ou seja, já conquistou o que é sonho de muita gente, bom emprego, bom salário e estabilidade.
    Trabalhando em home office com pouco ou nenhum custo.
    Eu vou te fazer duas perguntas espero que você entenda.
    Você se sente satisfeito com sua vida? Espera o que do seu futuro?

    Pergunto isso pelo seguintes. Você pode até não ter alcançado a IF, mas já alcançou o que pra muitos seria um grande feito.
    Isso realmente trouxe a satisfação que você esperava?
    As vezes tenho vontade de mudar algumas coisas na minha vida, estou longe da IF mas tenho uma condição razoável para o contexto atual e acabo não encarando o caminho para essas mudanças.
    Talvez você passe ou tenha passado por isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você se sente satisfeito com sua vida?

      tenho que estar, pois vivo um padrão de classe média em um país de maioria pobre. esse padrão mantenho graças à bolha do serviço público em que vivo (a maioria dos servidores ganha mal, em torno de 2000 reais mensais. sou um exceção)


      Espera o que do seu futuro?

      1 - envelhecer confortavelmente desde q o bolhinha em que vivo não acabe por guerra ou peste
      2 - sofrer as doenças e agruras do envelhecimento
      3 - morrer com ou sem dor, em casa, na rua ou no hospital


      Isso realmente trouxe a satisfação que você esperava?

      sim, a estabilidade + salário ajuda pacas a manter uma vida tranquila, mesmo que eu nunca vá ficar rico

      "Talvez você passe ou tenha passado por isso."

      hoje só penso em melhorar outras áreas da minha vida, como psicologicamente e espiritualmente (sou religioso não ortodoxo, pois não mais frequento igrejas)

      já pensei em estudar pra passar em mais um concurso e ganhar mais; mas quando penso na chatice disso, desisto. o mesmo se aplicar para a ideia de montar um negócio próprio ou dar aulas na minha área de formação

      Excluir
    2. Na casa dos 40 ou próximo, o sujeito que ainda estiver insatisfeito com sua vida encontra-se em grandes apuros. O discurso de que estar sempre buscando a realização de grandes projetos, planos etc. seria positivo, é meio complicado, quando denota que a vida seria a busca insana por coisas, grana, empregos etc.

      Excluir
    3. Não há idade para insatisfação Neófito. Seja lá qual tipo de insatisfação for.
      A busca por novos "projetos" nem sempre é principalmente ou apenas uma busca por dinheiro. Muito pelo pelo contrário, pode ser fundamentalmente uma busca pelo novo, por sair de rotinas e papéis que talvez já não estejam satisfazendo ou tento tando sentido.
      Buscar se sentir util e satisfeito com a vida que se tem foi o que pensei ao fazer as perguntas.

      Excluir
    4. Parece, pela sua pergunta, que você está colocando muita ênfase na IF ou em busca de melhorar sua situação financeira ou algo do tipo para achar uma saída, sentido, satisfação, acho que por isso o Neófito colocou a ideia de grandes projetos no sentido carreirista da coisa (promoções, projetos, empregos, dinheiro, etc..).
      Acho que estar satisfeito com a vida passa um pouco por ter o suficiente, mas está bem longe de ser só isso. Estar satisfeito, ao meu ver, vem de dentro, não de fora.
      Talvez, perguntar o que te falta seja a saída, só você poderá responder isso......De outra forma você ficará como naquele poema de Bukowski, esperando ter um grande estúdio, um tempo livre, não ter que dar satisfação para família, não ter emprego, não ter problemas com dinheiro, com filhos, com mulher, com amigos, com o chefe, para poder produzir algo. No final, tudo que você encontrará será a si mesmo, fazendo as mesmas coisas que faz hoje.

      Abraços!!

      Excluir
    5. Na minha pergunta enfatizei mais a questão da IF por ser um tema importante dentro da blogsfera e também porque o Scant tem um perfil profissional que vem de encontro ao que muitas pessoas idealizam como "ideal".
      Daí vem as questões. Está bom agora? pretende continuar assim por mais 10 anos ou até a aposentadoria? Que estão meio que intrínsecas no meu questionamento.
      Com certeza essa resposta exige autoconhecimento e nem sempre a resposta chega logo de cara. pode ser necessário percorrer algo como o caminho que você citou para chagar na conclusão de que se estava buscando algo importante ou não.

      Excluir
    6. "Estar satisfeito, ao meu ver, vem de dentro"

      - Exato. É a isso que me referia.

      "Não há idade para insatisfação Neófito"

      - Sim, não há. Então sejamos mais gratos, resignados, preguiçoso e até acomodados um pouco. Caso contrário, chegaremos à velhice sem a satisfação de estarmos satisfeitos. "Ah, mas Fulano escreveu sua opus magna aos 60 anos e aos 65 Sicrano teorizou que... blá, blá". Me refiro a pessoas banais como nós, não a grandes mentes que até o último suspiro darão inestimáveis contribuições à cultura, à ciência etc. Tá com saúde, contas pagas, estável no emprego, metendo direitinho com a cremosa? Cara, você atingiu o ápice do homem mediano.

      Abraços!

      Excluir
    7. "Tá com saúde, contas pagas, estável no emprego, metendo direitinho com a cremosa? Cara, você atingiu o ápice do homem mediano"

      Preciso discordar, Neófito. Não dá pra chegar ao ápice do homem mediano sem constituir família ou, ao menos, garantir estabilidade emocional e financeira (conforto) à família que você veio. Fazer coisas para que você nunca morra para aqueles que estiveram perto de ti, mesmo que perca a vida. Mesmo nós, medíocres, podemos cumprir esses atos, aí sim teremos atingido o ápice.
      Abraço

      Excluir
    8. Estabilidade financeira poderia compreender "contas pagas e estabilidade no emprego". Daí, já podemos ter conforto. Estabilidade emocional é essencial, concordo contigo. Poderia estar implícito no que falei, sobre alguém que consegue ficar em paz com a vida que possui, estando relativamente "bem" na vida. Sobre família, a tenho. Sou casado e possuo uma filha. Mas também tenho amigos de minha idade sem filhos e até solteiros que se mostram muito bem consigo mesmos. Então sobre "constituir família", prefiro me manter omisso. Algumas pessoas lidam muito bem a solitude. Mas compreendo seu ponto de vista. Abraços!

      Excluir
  2. Parei de frequentar a Igreja faz uns 5 anos também e confesso que não tenho vontade de voltar.

    O que vejo é que aquelas pessoas vivem dentro da Igreja são as mais afastadas dos ensinamentos do lado de fora. O que é curioso é que todos eles se sentem os mais puros e limpos dos cristãos só porque vão a Igreja toda semana. Ora, a maioria tem os mesmos pecados que eu, porque são mais limpos?

    Eu me reconheço como um pecador, mas essas pessoas acham que podem pecar na semana inteira e depois ir lá dobrar os joelhos na Igreja no domingo e saem por aí se achando os puros e santos?

    Foi depois que parei de ir na Igreja que me senti mais conectado com Deus.

    Abraços,
    Pi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitas pessoas frequentam igrejas encarando isso basicamente como um evento social.
      Outros são vaidosos e adoram aparecer e fazem desses locais o ambiente ideal para se destacar e serem reconhecidos.
      Pelo lado negativo destaco o fato de que pessoas que estão bem intencionadas e realmente buscando uma evolução espiritual acabam servindo de escada para terceiros.

      Excluir
    2. Nunca fui de ir à igreja. No passado distante, quando fui algumas vezes (igreja, templo etc) passei mal. Tive acessos de mal estar. Percebi que não precisa daquilo e que a maioria dos religiosos me desagradam por sua conduta sectária, e apenas por isso. Só que dogmas são dogmas. Mas... conheço pessoas que só encontraram paz quando pertencentes a alguma agremiação religiosa.
      Mas há boas pessoas nas igrejas. São um microcosmo. Na vida "lá fora" há gente boa e ruim. Nas igrejas, também.
      Na prova dos nove, vejo um função social relevante na religião, seja qual for, desde que não seitas malucas que agridem pessoas e animais em pleno século XXI. Não me parecem saudáveis para o mundo atual. Mas, sei lá... Posso estar errado. Vai que fazem um bem danado.

      Excluir
    3. Neófito,

      Concordo que dentro da Igreja existem pessoas boas, o mesmo vale para fora das igrejas.

      O que vejo é que infelizmente tem muita gente que está lá na frente da Igreja (não me refiro aos padres e pastores, mas a aquelas pessoas que são apenas civis comuns) que se sentem os abençoados por Cristo, que acham sinceramente que vivem uma vida correta e pura, quando na verdade cometem vários pecados.

      É um pouco da Parábola do fariseu e do publicano.

      Eu mesmo sou um pecador e sei que só vou para o céu se Deus tiver misericórdia da minha vida no pecado, o problema é que pelo menos tenho consciência disso. Já fui muito julgado (e ainda sou) por não ir a Igreja, na maioria das vezes esse julgamento é desse tipo de gente, e é sempre feito com a arrogância de quão puros essas pessoas são.

      Conheço gente que só faltam se enfiar embaixo da batina do padre na Igreja, se comportam igual se fossem embaixadores de Cristo na terra, mas fazem cada coisa que é de cair o queixo.

      E concordo com você eu também acho que a Igreja é importante socialmente, tem pessoas que não conseguem ter fé sozinhas e precisam estar em grupo para se sentirem conectadas. Não sou contra a Igreja, sou contra o comportamento de muitas pessoas que usam o fato de serem cristãos assíduos dentro de Igrejas para se sentirem os puros e limpos, como se Deus passasse pano para os pecados deles só porque vão ir lá no domingo.

      "Jesus é legal, o que estraga é o fã clube"

      Excluir
    4. Compreendo perfeitamente. Nem preciso ir longe para constatar o mesmo, bastando olhar em minha família e entre meus vizinhos. Pessoas horrendas...

      Excluir
    5. Eu vou na igreja pra adorar a Deus, não me importo muito com a vida das pessoas ou o que elas fazem ou deixam de fazer, sei que cada um vai prestar contas.

      Excluir
    6. "Eu vou na igreja pra adorar a Deus" será que para Deus faz diferença se gente se reúne com outras pessoas e canta umas músicas?

      Se esse mesmo Deus, em tese, aboliu o sacrifício de animais porque não importava; será que cantar musiquinhas irá fazer alguma diferença?

      acho que a verdadeira adoração consiste em seguir as palavras de Jesus, no que der.

      e olha que é complicado pra caramba: imagina passar um dia inteiro dizendo só a verdade...

      Excluir
  3. Fala Scant, acho que você é o único da finansfera que curte nutrição e fisiculturismo (interesse na matéria, não em virar o Coleman). Também "estudo" há 20 anos, época de fórum do fisiculturismo.com.br (nem sei se ainda existe).
    Tá ligado que 200ml de suco de uva integral é igual tomar uma porção de dextrose ou malto, né? Não tem gordura e não faz mal, só que se você é daqueles que contam calorias e usam balança de precisão pra comida, é bom ficar de olho nessas calorias líquidas, muitas vezes as vilãs do equilíbrio alimentar.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "200ml de suco de uva integral é igual tomar uma porção de dextrose ou malto, né?" entendo, normalmente só tomo no final de semana. A ideia é fazer um tipo de refeed de carboidrato, fora que algumas refeições livres ajudam psicológicamente e o superávit calórico nesses dias também pode ser benéfico.

      "nem sei se ainda existe" existe ainda

      abs!

      Excluir
  4. Fala Scant! Sei que vc vai usar bem o tempo que vc ia gastar nos estudos pra concurso. Desejo a ti boa sorte e siga firme nesta jornada. Um abraço e fique bem!

    ResponderExcluir

Memento mori...carpe diem!