27 setembro, 2021

A Ilusão na Busca da IF

 

Photo by Denise Duplinski from Pexels
"a 2º geração, cansada depois de mais um dia de muito
sexo, drogas e álcool: dá trabalho torrar o dinheiro
que a primeira geração acumulou para obter a IF, hehe"


Intro

Lucas 12


(...) Então Jesus contou a seguinte parábola: —As terras de um homem rico deram uma grande colheita.

Então ele começou a pensar: “Eu não tenho lugar para guardar toda esta colheita. O que é que vou fazer?

Ah! Já sei! —disse para si mesmo. —Vou derrubar os meus depósitos de cereais e construir outros maiores ainda. Neles guardarei todas as minhas colheitas junto com tudo o que tenho.

Então direi a mim mesmo: ‘Homem feliz! Você tem tudo de bom que precisa para muitos anos. Agora descanse, coma, beba e alegre-se. ’”

Mas Deus lhe disse: “Seu tolo! Esta noite você vai morrer; aí quem ficará com tudo o que você guardou? ”

Jesus concluiu: —Isso é o que acontece com aqueles que juntam riquezas para si mesmos, mas para Deus não são ricos.


Eclesiastes 4

Havia um homem solitário, que não tendo filho, irmão, nem qualquer parente, dedicava sua vida exclusivamente ao trabalho. No entanto, seus olhos não se satisfaziam com as riquezas que acumulava. E ele nem pensava em se questionar: ‘Para quem estou trabalhando tanto, afinal? Por que não desfruto um pouco do que já tenho?’ Ora, isso é uma insensatez, uma ilusão e um trabalho ingrato!


Obs. Minha: não é impossível que num caso desses o tio, ou tia, rico pão duro morra e deixe tudo pro sobrinho ou sobrinha pobre que vai gastar tudo com puta, ou putos (tem cada vez mais gay  e bissexuais no mundo, hehe). Em regra: pobre quando ganha na loteria, torra tudo e volta a ser pobre.


Minha Interpretação


Dinheiro é um meio e não um fim. Quem vive apenas para obter dinheiro não vive de maneira sábia.

Sábio é quem vive para amar ("ama teu próximo como a ti mesmo") e usa o dinheiro como meio para esse fim maior.

Conclusão


Jesus é Foda.

Use o dinheiro sabiamente e não seja usado pelo dinheiro (pelas neuroses psicológicas decorrentes da acumulação doentia): você vai morrer mesmo.

A busca da IF sem isso em mente, é apenas ilusão.

Grande abraço!

P.s.: continuo aportando na minha carteira de ativos, mas não me falta dinheiro para viajar ou gastar com besteira

__________________________________

27 comentários:

  1. "Dinheiro é um meio e não um fim". Eu pensava a mesma coisa em relação à minha profissão. Para mim, a engenharia era apenas um meio para obter o que eu quisesse. Creio que esse pensamento decorria (pelo menos em parte) do fato de ter sido um estudante relapso. É clichê dizer que se entende bem o passado mas a vida mesmo é daqui para a frente. Por isso, é difícil, muito difícil fazer as melhores escolhas. Para alguns o trabalho sem férias nem descanso é puro prazer (Antonio Ermírio de Moraes era assim). Acho que não acrescentei nada de significativo ao que você disse, mas é por aí. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Antonio Ermírio de Moraes " fico pensando nesses ricaços que dizem não aguentar parar de trabalhar...
      será q não rola uma putaria regularmente, tipo várias putas e champanhe no final do expediente?

      nunca saberei, mas tenho minhas dúvidas...

      Excluir
    2. p.s.: esqueci de mencionar os charutos cubanos e a carreira de cocaína na bandeja de prata, hehe

      Excluir
    3. Homens de grande calibre vivem em lazeres diários, com bons hotéis, restaurantes top, viagens internacionais (a negócios, mas sempre degustando das experiências locais, certamente) e, se houver tesão, belas moçoilas (ou rapazes, vai-se saber) naquele fim de noite. É o que penso. Nunca acreditei em milionário que trabalha sete dias por semana sem haver uma confusão entre trabalho (árduo, aliás) e prazeres pessoais. Crença pessoa, claro.

      Excluir
    4. "Nunca acreditei em milionário que trabalha sete dias por semana sem haver uma confusão entre trabalho (árduo, aliás) e prazeres pessoais. Crença pessoa, claro." realmente não faz sentido um milionário franciscano

      Excluir
  2. Ter equilíbrio e um propósito é o mais importante.
    Equilíbrio para nos impor limites e própsito para nos impulsionar.
    Tem pessoas que economizam sem propóstito e outras gastam sem propósito. Os dois não são os comportamentos mais sábios.

    ResponderExcluir
  3. O problema não é que vamos morrer, o problema é não morrermos, envelhecer.
    Se eu soubesse que iria morrer em breve não estaria preocupado com a economia, a política e nem com investimentos.
    Mas as estatísticas jogam contra mim. Só olhar a expectativa média de vida. Meu avós morreram todos acima dos 80, com a excessão de meu avô que parte de pai que morreu aos 65 mas por erro médico, tinha diabetes e colocaram soro glicosado nele.
    Eu acho que tem que se buscar o equilíbrio entre viver o presente e se preparar pro futuro. Se preparar tanto financeiramente, quanto fisica e mentalmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "o problema é não morrermos, envelhecer." tem velho feliz e velho triste no asilo... ou fora dele.

      a velhice é ruim por si mesma (deterioração física), mas não é pior que a morte; caso não todo mundo se suicidaria depois dos 50, hehe

      "Se eu soubesse que iria morrer em breve" tá pedindo demais... a única maneira de prever a morte é matando alguém ou se matando

      "o problema é não morrermos, envelhecer." se envelhecer é o problema, basta morrer jovem, hehe

      se vc tá vivo lendo isso é porque vai topar envelhecer...

      "Meu avós morreram todos acima dos 80," viveram bem

      "Se eu soubesse que iria morrer em breve não estaria preocupado" vc fica preocupado pq quer, deve ser do tipo ansioso, sei lá. não imagino um ser humano que ficaria calmo em saber que morreria em breve...salvo presos no corredor da morte, talvez



      "Eu acho que tem que se buscar o equilíbrio entre viver o presente e se preparar pro futuro. Se preparar tanto financeiramente, quanto fisica e mentalmente." top, é isso aí

      Excluir
  4. Scant,

    Eu acho importante ter um imóvel, uma casa própria da forma que a pessoa queira, onde ela possa viver toda a sua vida se precisar, e é em busca disso que aporto atualmente. O que para uns pode parecer tão pouco, para mim é muito. Ter um lugar próprio para morar é importante porque se tudo der errado, pelo menos a pessoa vão iria para debaixo de uma ponte. A partir do momento que tiver minha casa, aí sairei em busca de outros sonhos, tipo uma viagem ao exterior por exemplo. Hoje eu vivo muito bem com a minha família, não nos privamos de quase nada e temos um estilo de vida de classe média para uma cidade do interior. Considerando que sou servidor público e tenho mais de quarenta, acho difícil (embora não impossível) perder o meu emprego antes da aposentadoria. Então no geral o que eu quero é muito pouco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ", acho difícil (embora não impossível) perder o meu emprego antes da aposentadoria. " nesse caso, o problema seria perda do poder aquisitivo e não o desemprego. ninguem quer ganhar um salario minimo quando se aposentar ou o equivalente a isso em razão da inflação

      "Eu acho importante ter um imóvel," eu idem

      Excluir
  5. Eu tenho uma visão diferente sobre deixar para posteridade as riquezas.

    Eu não tenho filhos ainda, mas acredito que eles são, na maioria das vezes, espelhos de quem somos (psique e ações). Os filhos tomam essas lições de nossas ações, mesmo que não percebamos, e se tornam, de certa forma, parecidos conosco, criando um círculo vicioso bom ou ruim. Uma grande parte das grandes riquezas do mundo é passada de geração em geração, sem acabar, muitas vezes aumentando. Obviamente, existem casos contrários, mas não são a maioria.

    Eclesiastes 4 estava certo, mas, principalmente, pelo homem ser um "homem solitário". Se você não têm um motivo, um algo, ou uma obrigação/dever moral para com alguém (como cuidar da prole), o simples ato de trabalhar muito só por trabalhar não faz sentido algum. É melhor aproveitar tudo mesmo e se divertir como pode.

    Não gosto muito desse conceito de IF, a maioria das pessoas não ganham salários exorbitantes, dificilmente alguém que ganha um salário razoável-médio (3k-5k) atingirá IF caso tenha obrigações. A maioria das vezes, o fato de precisar chegar na IF obriga a pessoa a ir buscar alternativas para ganhar mais dinheiro. E para ganhar mais dinheiro, na grande maioria das vezes, só é possível se ou trabalhar muito ou deixar de fazer o que gosta para ganhar mais, perdendo o pouco tempo e a parca energia que temos para nos dedicar ao que gostamos e a quem nos é querido no presente.

    E isso virou um puta negócio, principalmente para quem quer fazer dinheiro fácil com gente esperançosa.

    Prefiro o conceito de tranquilidade financeira. Acho que esse é mais atingível para a maioria dos casos, e caso a pessoa ganhe muito com o que faz ou ame estar em uma das situações acima (gerência, dono de negócio, etc...), ou tenha a sorte de poder fazer o que gosta ganhando bem, invariavelmente, a magnitude dos aportes transformará a tranquilidade em uma independência financeira.

    Mas isso é só uma ideia, obviamente.

    Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "E isso virou um puta negócio"

      Até mesmo para os coaches da IF. Pessoas que ficaram ricas com canais, livros, cursinhos e eventos. Ou sejam: hoje, têm grana porque a ganharam dando dicas de finanças. Mas, antes de darem as dicas, não tinham grana. É osso.

      Vejo muitos engrupidos com a sonhada IF, a qual talvez nunca virá, a qual poderá tornar-se pó diante de uma grande crise e, mesmo que o sujeito tenha seu rico dinheirinho após décadas, devidamente aportado, estará velho e possivelmente doente, mesmo que se cuide.

      Desde guri, pensei em ganhar bem e ter conforto. E só. E assim fiz. Com 18 anos ganhava bem no serviço público e desde os 21 anos me mantenho no mesmo trabalho fuleiro, mas que dá grana para viver o dia a dia. E se amanhã a União não puder me pagar, é pq tudo estará no buraco mesmo. Caça e pesca não faltam, enfim... Só nunca pensei em fazer da minha vida um MEIO para um MEIO. Os malucos da IF vivem num eterno MEIO pelo MEIO, investir para investir. É uma loucura...

      Abraços!

      Excluir
    2. "filhos" - não tenho, mas não me parece um ciência exata. deve ter muito casal legal com filhos fdp por aí e o inverso também. a vida as vezes é um absurdo inexplicável

      "Não gosto muito desse conceito de IF" - a ideia não é ruim, mas não tem como funcionar pra todo mundo e nem precisa, é claro. é só mais uma ferramenta, tipo um garfo ou uma faca; cada um usa como achar melhor. mas tb dá pra ser feliz comendo com a mão.

      " a magnitude dos aportes transformará a tranquilidade em uma independência financeira." - sim, é uma etapa conceitual pré-IF. outros blogueiros já discutiram isso no passado na finasfera pelo q lembro

      Excluir
  6. Fala, Scant.

    Ah, as pérolas do Eclesiastes. E bela parábola do evangelho de Lucas, a qual eu não recordava. A Bíblia é uma obra bastante refinada, sem dúvidas.

    A vida é muito breve e, beirando ao 4.0, já coleciono boa lista de amigos defuntos. Então vamos aproveitá-las dentro do possível.

    Não sou aportador de nada a não ser porra. Mas certamente não critico quem busca essa tal IF, até mesmo economizando em pequenos prazeres. É que, às vezes, o prazer do sujeito é poupar. Se torna quase um extremo ao perdulário.

    Evito cagar regra e toco a vida como quero, dentro da ilusão de liberdade que nos é dada pelo Estado brasileiro e procurando não fazer mal a ninguém. Assim, quando vejo pessoas fazendo das tripas coração para "ajuntar" dinheirinho, sonhando em ter bastante grana para a velhice ingrata, prefiro não comentar nada.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neófito, penso parecido com vc. Tive a sorte de passar num concurso razoável ainda jovem e com poucas despesas.
      Consegui juntar uma grana e investir. Quando morava na ksa de meus pais eu poupava quase 50% do meu salário mais 13°.
      Hoje pago o funpresp, aderir por conta do subsídio dado pelo governo, e apliquei o que tinha numa carteira de fii e algumas poucas ações.
      Minha renda passiva é equivale a menos de 20% do meu salário. Mas eu hoje me limito a somente reinvestir.
      Penso que no futuro, se eu tiver família, será um complemento a minha renda, mas sei que jamais vou viver de renda. Isso é para quem junta milhões. Eu levaria anos tendo que me privar muito para talvez um dia atingir a if, mas sabendo que mesmo assim eu não teria coragem de pedir demissão.
      Eu me contento em saber que tenho uma poupança pra me manter por um tempo caso o governo vá a falência e corte o salário dos servidores.
      Na pior das hipóteses, volto pra ksa de meus pais.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. E teve sorte. Desde meus 18 anos de idade saí de casa e me mantenho por conta. Meu pai nunca deu um puto após isso e nem pedi. Espero que ele torre tudo. rs
      Além disso, sempre ajudei financeiramente minha mãe, que vive uma vida de porra-louca. E tenho filha.
      E, cara, tô de boa graças a Deus!

      Excluir
    4. " É que, às vezes, o prazer do sujeito é poupar. Se torna quase um extremo ao perdulário." - quando o cara gasta, deve ser quase um orgasmo pelo prazer da contradição

      Excluir
    5. Anon

      "Na pior das hipóteses, volto pra ksa de meus pais." aproveite enquanto eles tao vivos. o tempo passa rapido. daqui a pouco é tudo defunto...

      Excluir
    6. Sim, com certeza. Meus pais são separados, moro próximo a minha mãe, nos falamos todos os dias e pelo menos um dia da semana almoço com ela.
      Meu pai mora numa cidade próxima, trabalha numa indústria química e o cargo dele exige que more próximo. Pelo menos uma vez por mês vou vê-lo.
      Nos falamos sempre pelo ZAP e quando tinha torcida nos estádios a gente marcava de se encontrar e tomar uma depois.
      A única certeza da vida é a morte. Temos que tentar aproveitar as pessoas que amamos enquanto pudemos.
      Meu pai teve covid, precisou ser internado, não foi entubado, mas foi um grande susto.

      Excluir
  7. Nossa quanta bobagem eucarística e tirinhas de efeito. Seja mais criativo e pare de falar bobagem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. no aguardo da sua morte, hehe ( e da minha tb)

      Excluir
  8. O texto é óbvio e simples. Por isso tão verdadeiro.
    Parece bobagem mas a maior parte das pessoas não conseguem perceber coisas óbvias e simples.

    Gastar menos do que ganha.
    Não abusar de álcool, fumo, açúcar e gordura.
    fazer alguma atividade física.

    FAz uma lista mental de qtas pessoas que vc conhece que seguem essas 3 regras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o pessoal hoje em dia só quer papo motivacional/ auto ajuda
      quando lembra que pode morrer a qq momento e que pode ter juntado dinheiro à toa; fica deprimidinho

      abs!

      Excluir
  9. Scant
    E o interessante é que o que dá sentido a vida é a morte! Toda vez que temos notícias de um fato que envolva a morte, nos leva a refletir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade cara, uma pena que hoje as pessoas vivam como se fossem viver para sempre

      abs!

      Excluir

Memento mori...carpe diem!