28 abril, 2018

O Foco nos Concursos


foto: pexels.




Introdução




Podemos dizer que em concurso há 7 grandes áreas principais: administrativa, fiscal, saúde, TI, policial, jurídica e militar



Escolher mais de uma área para dedicar os estudos é perder o foco e andar de mãos dadas com o fracasso, pois não há tempo, dinheiro e força de vontade de uma pessoa normal que possa conciliar conjuntos tão díspares de matérias a serem memorizadas.

A parte boa é que depois de ser nomeado para o primeiro cargo se consegue colocar a vida nos eixos e progredir.





Minha experiência 



Por alguns anos vaguei meio sem rumo nesse ramo até que descobri que tinha que focar em alguma área para progredir. Escolhi e continuo na área jurídica, que é minha área de formação universitária.

Seguir a área de formação universitária nos ramos do concursos não é essencial ao sucesso, mas essa coerência ajudou-me a obter algumas vitórias e, o principal: a pagar as contas.


  • Tudo isso porque lá no começo me preparei com foco e metodologia de estudo.

Conclusão


Para quem deseja obter sucesso na área dos certames públicos foco e disciplina (método de estudo) são fundamentais.

Recomendo planejamento antes de começar, pois os concursos já estão cheios de aventureiros.

Grande abraço!

20 abril, 2018

[Lista] Coleção Grandes Compositores da Música Clássica (2009)


Introdução


Fiz essa coleção há mais de uma década e anda meio abandonada.

A meta é escutar cada CD duas vezes lendo o livro que acompanha para aumentar minha cultura geral.


Lista



1. Beethoven  - ouvido

2. Tchaikovsky - ouvido 
3. Mozart 4. Vivaldi 5. Bach 6. Chopin 7. Ravel 8. Brahms 9. Haendel 10. Villa-Lobos 11. Bizet 12. Haydn 13. Família Strauss 14. Debussy 15. Schubert 16. Liszt 17. Verdi 18. Mendelssohn 19. Rachmanimov 20. Rossini 21. Holst 22. Wagner 23. Mahler 24. Dvorák 25. Schumann 26. Smetana 27. Berlioz 28. Strauss 29. Puccini 30. Elgar 31. Weber 32. Saint-Saëns 33. Paganini 34. Bruckner 35. Rimsky-Korsakov 36. Mussorgsky 37. Fauré 38. Beethoven - Volume 2 39. Mozart - Volume 2 40. Bach - Volume 2

Conclusão


Música é vida.


Grande abraço!


_________________________________________________________________

  • Editora: Abril
  • Periodicidade: semanal
  • Público alvo: apreciadores de música clássica e cultura
  • Exposição: ao lado de Veja ou no balcão do caixa
  • Distribuição: Estados de São Paulo e Rio de Janeiro (fase 1); demais Estados (fase 2, a partir de agosto)
  • Preço: R$ 7,90 (volume 1) e R$ 14,90 (demais volumes)

18 abril, 2018

O Hábito de Estudar

https://www.pexels.com/photo/silhouette-of-man-247899/




1 - Introdução 


Estudar ou aprender é um prazer para poucos no Brasil. 

A formação intelectual do ser humano começa no nascimento e termina com a morte.

No intervalo entre uma coisa e outra, são muitos os conhecimentos a serem adquiridos e lapidados em uma realidade que muda constantemente.

Depois que a época de estudo compulsório passa (provas escolares, vestibulares, faculdade, pós-graduação, concursos etc), pouca coisa motiva o brasileiro a continuar aprendendo. 

Contudo, não devia ser assim, pois demoramos décadas para desenvolver nossa inteligência e raciocínio. Parar de estudar é se entregar a atrofia mental e renunciar a uma "hipertrofia cerebral".

uma pena, pois manter-se mentalmente ativo é uma das maneiras de evitar doenças degenerativas relacionadas ao envelhecimento.


2 - Cérebro e musculação





Gosto da comparação entre o estudo e a alimentação: livros seriam para o cérebro o que a musculação é para os músculos. 


Deixar de estudar seria parecido com deixar de praticar atividade física. Não que o cérebro seja um músculo, mas ele também "enferrujaria": 

Exemplo positivo: Com quase 90 anos Miguel Reale palestrava  por todo o Brasil sobre o atual Código Civil.
Exemplo negativo: Vejo muitas pessoas alegarem na casa dos 40 que dizem "não ter mais cabeça para isso". Acho uma pena, pois elas ainda poderiam conquistar muito mais nessa vida e não falo só de dinheiro, pois chegar lúcido até uma idade avançada vale mais do que ter milhões e ser louco.

3 - Enriquecimento Mental



Além da leitura de livros e a audição de audiobooks, há outras experiências culturalmente enriquecedoras, como:


  • Assistir bons documentários;
  • assistir filmes e seriados históricos ou baseados em livros clássicos;
  • Ouvir música de época tentando reconstruir mentalmente o contexto social onde foram criadas e conhecer um pouco sobre a biografia de seu criador;
  • Fazer viagens ou passeios por reservas ambientais, cidades históricas, museus, monumentos etc;
  • conhecer a culinária regional ou de outros países.

4 - Um Roteiro de Estudos


4.1 - Conhecimento Específicos


Relaciona-se diretamente com a área de conhecimento na qual se quer especializar. 

Como normalmente daqui sai o ganha-pão do estudante, esse tipo de conhecimento é fundamental e recebe um tratamento prioritário.

Envolve diversas experiências sobres matérias abrangidas pela área de conhecimento escolhida:

  • Leitura: de livros, apostilas e artigos;
  • Realização de Cursos;
  • Ministração de aulas;
  • Redação de livros, resumos e artigos;
  • etc
Exemplo: na área jurídica, seriam específicas as matérias como direito constitucional, administrativo e todas as outras que constam no programa do concurso, na grade de matérias da faculdade ou pós graduação.
Na área médica: seria genética, imunologia entre outras.


4.2 - Conhecimento de Apoio


Leitura ou realização de cursos sobre temas que não são conhecimentos específicos, mas que fornecem um grande suporte para o estudante ou profissional. 

Exemplo: se alimentar ou cuidar das finanças não tem nada em comum com as matérias estudadas, mas qualquer um precisa de conhecimentos básicos sobre esses temas para não ficar doente ou superendividado.

São cursos e leituras sobre temas como:

  • leitura;
  • escrita;
  • oratória;
  • técnicas de memorização;
  • vestuário;
  • educação financeira ou finanças;
  • nutrição;
  • psicologia;
  • técnicas de organização;
  • tecnologia da informação
  • etc

A ideia não é se tornar especialista nesses temas, mas deter conhecimentos básicos para evitar os principais problemas que a ignorância pode trazer.


Pessoalmente, manter esse blog e ler o que os outros blogueiros escrevem me ajudou bastante. Não que isso elimine a necessidade de ler livros e pesquisar, mas é muito melhor que ver televisão.

4.3 - Conhecimento Geral (Cultura geral)


Leitura ou realização de cursos sobre temas que não serão um suporte direto para o estudante ou profissional, mas que se relacionam à necessidade do indivíduo de conhecer a realidade que o cerca e de saciar sua curiosidade.

São cursos e leituras sobre temas como:

  • teatro;
  • poesia;
  • filosofia;
  • ciências exatas (física, matemática etc);
  • história;
  • etc
Aqui o estudo é livre, mas não pode ser ilimitado, pois não há tempo para se aprender tudo sobre tudo. 


5 - Conclusão


Conforme explica Robert A. Heinlein:

"Um ser humano deve ser capaz de trocar uma fralda, planejar uma invasão, matar um porco, comandar um navio, projetar um edifício, escrever um soneto, fazer a contabilidade, construir uma parede, cuidar de um ferimento, consolar os que estão para morrer, receber ordens, dar ordens, cooperar, agir sozinho, resolver equações, analisar um novo problema, adubar a terra, programar um computador, cozinhar uma refeição saborosa, lutar eficientemente, morrer galantemente. Especialização é para insetos".

Enfim, "se você acredita que educação não é um bom investimento, tente investir em ignorância".

Continue afiando seu cérebro com o estudo e aproveite os ganhos de raciocínio para turbinar e manter sua qualidade de vida, pois uma nova mentalidade pode solucionar antigos problemas.
Mantenha-se Ativo. 

Grande abraço!



________________________________________________________

Sites consultados:


  • https://site.medicina.ufmg.br/cegrad/medicina/disciplinas/
  • http://acervoscantales.blogspot.com.br/2017/05/mental-curso-principios-e-metodos-da.html
  • http://cineaprendizagem.blogspot.com.br/
  • https://www.imdb.com/chart/top
  • http://www.valoresreais.com/2014/04/07/tarde-demais-para-comecar-perseguir-seus-sonhos-melhor-rever-seus-conceitos/

08 abril, 2018

Soul Surfer








>>Livros para Pré-iniciantes
  • - “Pai rico, Pai pobre” de Robert T. Kiyosaki
  • - “Investimentos” de Mauro Halfed
  • - livros Conrado Navarro
  • - “O milionário mora ao lado” de Stanley e Danko


>>Livros para iniciantes
  • - “Investindo em Small Caps” de Anderson Lueders
  • - “O Investidor Inteligente” de Benjamim Graham
  • - “Ações comuns, Lucros extraordinários” de Philip Fischer
  • - Faça Fortuna com ações, antes que seja tarde” de Décio Bazin 
  • - “O mercado acionário em 25 episódios” do Paulo Portinho
  • - “Warren Buffett e análise de balanços” de Mary Buffet


>>Livros para intermediários
  • - “Investindo em ações no longo prazo” do Jeremy Siegel
  • - “Valuation – Como precificar ações” do Alexandre Póvoa
  • -“ All About Asset Allocation” do Richard Ferri
  • - “The Intelligente Asset Allocator” do Willian Berstein
  • - “The Quest for Alpha” do Larry E. Swedroe
  • - “A random Walk Down Wall Street” do Burton G. Malkiel
  • - “What Has worked in investing” – paper da Tweedy and Browne company
  • - “Value Averaging” do Michael E. Edleson
  • -“Mitos de Investimento” do Damodaran


>>Livros Avançados
  • - “Avaliações de Empresas”– do Aswath Damodaran
  • - “Avaliação de Investimentos” do Aswath Damodaran
  • - “Expected Returns” do Antti Ilmanen


>>Livros sobre FII/Reits
  • - “Introdução aos Fundos de Investimento Imobiliário” do Andre Bacci
  • - “Fundos de Investimento Imobiliário” do Cristian Tetzner
  • - "Investing in Reits" Ralph L. Block


>>Livros sobre temas diversos
  • - “Crash” do Alexandre Vergignassi
  • - “Bumerangue” do Michael Lewis
  • - “Mentes Brilhantes, rombos Bilionários” do Scott Paterson
  • - “Salve-se quem puder” Edward Chancellor
  • - "Rápido e Devagar" do Daniel Kahneman

    _________________________________________________

        03 abril, 2018

        Caridade e Doação




        – “A quem dá liberalmente ainda se lhe acrescenta mais e mais; ao que lhe retém mais do que é justo, ser-lhe-á em pura perda” (Pv. 11:24).

        – “A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado” (Pv. 11:25).

        – “Quem se compadece do pobre ao Senhor empresta, e este lhe paga seu benefício” (Pv. 19:17).


        Introdução


        Doar é uma prática de solidariedade e faz bem para alma e para o corpo. 

        É uma oportunidade barata de devolver à raça humana um pouco da sorte de estarmos vivos com saúde física e financeira.


        Por que Doar?

        • Faz a gente parar de olhar a si próprio e olhar o mundo ao redor
        • Para obter efeitos espirituais benéficos
        • Reduz o consumo desnecessário.

        Minha Experiência


        Recomendo o MSF, clique aquiConheci a organização vendo TV e lendo os quadrinhos do Guy Delisle. Optei por doar mediante débito automático mensal em conta corrente: simples e prático; mas posteriormente passei a doar pelo cartão de crédito.

        No segundo semestre de 2021 comecei a doar para o SEFRAS, via boleto. É mais uma oportunidade de compartilha minha prosperidade com os esquecidos pela sociedade.


        Conclusão


        Enfim, é legal poder ajudar quem você não conhece e nunca vai conhecer, mas que precisa de ajuda.

        Recomendo o hábito.

        Grande abraço!


        _______________________________________________________




        Sites consultados:

        • https://frugalsimples.blogspot.com.br/2017/03/a-importancia-da-doacao-e-do-ato-de-doar.html
        • http://www.metodistavilaisabel.org.br/artigosepublicacoes/descricaocolunas.asp?Numero=1836