05 junho, 2015

[Livro] Investimentos - Como Administrar Melhor Seu Dinheiro (2007)/ Mauro Halfeld

 



Introdução


Acho que eu nem trabalhava quando comprei esse livro em um sebo. Foi meu primeiro livro sobre orientações financeiras e que formou a base do pouco que sei hoje. 

O que me atraiu foi a linguagem fácil, os esquemas gráficos e a desnecessidade de conhecimentos matemáticos profundos para entender os conceitos ali ensinados.


Conselhos Úteis


O grande forte dele é enterrar conceitos amplamente aceitos pelo senso comum como "quem compra terra não erra", propriedade é sempre melhor que aluguel, entre outros.

Isso não quer dizer que se condene quem investe em imóveis. Apenas é condenável investir apenas nisso.


 





Conclusão 


Enfim, recomendo a leitura para iniciantes.

Grande abraço!


_________________________________________________________________________________________


Sites Consultados

03 abril, 2015

[Livro] Aprendendo a Aprender. Como Ter Sucesso em Matemática, Ciências e Qualquer Outra Matéria (2015)/ Barbara Oakley

Acervo pessoal
Meu exemplar: 325 páginas interessantes, 


valeu cada centavo




1 - Introdução


O livro é muito agradável de ler, pois conta com uma linguagem bem objetiva.


Ele reúne pesquisas científicas e experiências pessoais sobre o processo de aprendizagem, principalmente na área de exatas. 

Seu método se baseia essencialmente na diferença entre modo difuso e focado de concentração


2 - Lições




Efeito Einstellung: uma ideia ou sua primeira abordagem ao tentar resolver um problema, evita que uma ideia ou solução melhor seja encontrada. 


Repetição espaçada: consiste em repetir o que você está tentando reter na memória, como uma nova palavra de vocabulário ou uma nova técnica de resolução de problemas, mas espaçando a repetição ao longo de vários dias. 


Isso significa intercalar, que é treinar fazendo uma mistura de diferente tipos de problemas que exigem estratégias diferentes.

Apenas faça, pois repetições fazem parte do jogo e a crítica nos faz melhores.

Trabalhe com um conceito até que ele se torne instintivo, então você pode começar a usá-lo como uma ferramenta.

Você pode reforçar um processo mental "errado" resolvendo várias vezes os mesmos problemas incorretamente. É por isso que conferir as coisas é tão importante. mesmo obter a resposta certa pode ocasionalmente enganá-lo, se você chegou a ela usando um procedimento incorreto.


Lei da Serendipidade: a sorte favorece quem tenta. 

Relaxamento  - O relaxamento é uma parte importante do trabalho duro - e bom trabalho, a propósito. Fechar nosso olhos nos ajuda a fazer uma micropausa que momentaneamente desativa a nossa atenção e nos permite, por um breve momento, revigorar e renovar nossa consciência perspectiva.


Perguntar - Articular a sua pergunta é 80% da batalha. Quando você descobrir o que está causando as dificuldades é provável que você mesmo já tenha respondido à pergunta.


Variação - Às vezes ouvir uma explicação de uma forma ligeiramente diferente pode fazer sua mente encarar o problema de um novo ângulo e despertar a compreensão.


Caminhar - Caminhar estimula a criatividade. O segredo é fazer outra coisa até que seu cérebro esteja livre de qualquer pensamento consciente sobre o problema.


Escutar - Quando você está realmente empacado, não há nada mais útil do que ouvir a opinião de seus colegas, pares ou de seu instrutor.

Lembrar - Fechar o livro e testar se você lembra de como resolver os problemas também ajuda a acelerar sua aprendizagem nesta fase, pois a prática de recordações de informações é muito mais eficaz do que simplesmente reler o material.



3 - Conclusão 


Ao aprender qualquer nova habilidade ou disciplina, precisamos de prática variada e em diferentes contextos: isso ajuda a construir padrões neurais de que precisamos para tornar a nova habilidade uma parte natural de nosso modo de pensar.

Recomendo.

Grande abraço!







____________________________________________________________

Sites recomendados:

  • http://www4.ncsu.edu/unity/lockers/users/f/felder/public/
  • https://pt.coursera.org/lecture/aprender/introducao-aos-modos-difuso-e-focado-IeefW
  • http://learner.org/resources/series28.html

[Livro] Aprendendo Inteligência (2015) / Pierluigi Piazzi

Photo by Abby Chung from Pexels






Introdução 



Não é um livro essencial para quem quer estudar ou fazer concurso público, mas é interessante. 


Dessa forma selecionei alguns dos conselhos do livro.


Conselhos Úteis 


  • Ninguém está estudando se não
    estiver escrevendo (peque um papel e lápis ou caneta, um pedaço de papel e
    escreva – e/ou desenhe – tudo o que for importante naquele texto).
  • Estudar é um ato solitário
    que se realiza escrevendo e desenhando, não lendo ou digitando. Ser estudante é
    ser autodidata.
  • Ler em uma tela que emite luz
    não permite nem 30% da compreensão obtida ao se ler a mesma coisa em papel, que
    reflete luz.
  • Se um texto tiver de ser lido
    e estudado com atenção, deve estar impresso em papel! Um computador sem
    impressora é inútil para quem quiser se preparar de verdade.
  • O cérebro não armazena dados,
    ele armazena os percursos que permitem recriar os dados.
  • Aprender é criar novos
    caminhos neurais.
  • A reconfiguração de redes
    neurais só acontece durante o sono.
  • O ciclo de aprendizagem vai
    de sono a sono.
  • Aprender é aprender para
    sempre, e não apenas para o dia seguinte.




Conclusão


Enfim, independentemente de você estudar para concursos ou não, os princípios ensinados pelo Prof. Pier ajudarão no desenvolvimento de sua mente.


Segundo o autor, quem tem mais chance de se sair bem em um concurso não é o candidato que sabe mais, é aquele que conseguiu se tornar mais inteligente.


Recomendo, contudo, o livro do Meirelles e o da Oakley, que são bem superiores.

Grande abraço!



  • P.s.: Para quem achar melhor, tem uma palestra do mesmo autor que sintetiza bem o livro no youtube.
______________________________________________________




224 páginas de informação útil.


curto e divertido

29 março, 2015

[Curso] Fluxo digital – da captura ao arquivamento (2015)/Eduk

 


post em construção


https://www.eduk.com.br/cursos/7-fotografia/3708-fluxo-digital-da-captura-ao-arquivamento

[Curso] Intensivão de fotografia (2015)/Eduk - Parte 1

Marc Riboud


post em construção...

Capitulo 01 - Técnica Fotográfica


Aula 1: Câmeras e foco

funcionamento da DSLR


  • comece com uma câmera dslr (canon ou nikon) e com um kit de lentes básico. Depois pense em comprar alguma lente caso precise
  •   FOCO AF-S
      • Na Canon chamado de One-shot.
      • Na Nikon chamado de AF-S.
      • Trava o foco quando se pressiona até a metade o botão de disparo.
      • Não permite o disparo se não há foco.

Aula 2: EV e ISO

 

Aula 3: Efeitos do obturador

 

Aula 4: Efeitos do diafragma

 

Aula 5: Fotometria básica

 

Aula 6: Equivalências e compensação

 

Aula 7: Megapixels e formatos

 

Aula 8: WB e arquivos digitais

 

***************************************************


 Sempre que o assunto for claro, centralizar o fotômetro irá gerar uma imagem mais escura que o real  


Sempre que o assunto for escuro, centralizar o fotômetro irá gerar uma imagem mais clara que o real  

Em resumocentralizar o fotômetro clareia cenas escuras escurece cenas claras. Centralizar só funciona com cenas medianas  

Quanto maior sensor de captura, quanto melhor processador de imagem e quanto mais avançada tecnologia empregada, maior será o alcance dinâmico. Quanto maior alcance dinâmico, melhor desempenho em condições ruins de luz.  

O fotógrafo deve fotografar em raw para obter o máximo de seu equipamento.  Vale a pena ter uma noção de fluxo digital para não perder os arquivos ou backups das fotos. Há um curso do Eduk sobre o tema: Fluxo de Trabalho Digital (Clicio Barroso)

Alcance dinâmico – http://www.dxomark.com/

Anexo - Tabela de ISO (autoria do professor Vernaglia):







28 março, 2015

[Viagens] Férias em Paraty (2015)


Não sou muito de viajar. Adoro realmente ficar em casa com meu pequeno acervo, mas ao menos uma vez ao ano gosto de abrir uma exceção. 

Ano passado conheci Paraty (RJ) e esse ano retornei, sendo que dessa vez dei mais valor a conhecer Trindade que fica a uns 40 minutos de Paraty.

Em resumo: viajar possibilita um afastamento e uma consequente higiene mental que compensa os custos.

Grande abraço!